Meteorologia

  • 17 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Tempestade que matou 200 nas Filipinas segue para o Vietnã

Deslizamentos e inundações provocaram destruição em Mindanau

Tempestade que matou 200 nas Filipinas segue para o Vietnã

Subiu para 200 o número de mortos na passagem da tempestade tropical "Tembin" pela ilha de Mindanau, a segunda maior das Filipinas, no Sudeste Asiático.

Equipes de resgate ainda buscam cerca de 150 desaparecidos, e há aproximadamente 70 mil pessoas desalojadas. As mortes foram provocadas sobretudo por deslizamentos de terra e inundações.

+ Neymar marca golaço em jogo comemorativo; veja

Das 200 vítimas, 135 morreram no norte de Mindanau; 47, na península de Zamboanga; e 18, na província de Lanao do Sul. Nas primeiras horas da manhã, a tempestade Tembin, que nas Filipinas é chamada de "Vinta", se deslocou para oeste, rumo ao Vietnã, com ventos de até 120 quilômetros por hora.

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, lamentou a tragédia e disse que a entidade está pronta para fornecer ajuda. O papa Francisco, durante o Angelus deste domingo (24), pediu orações para as vítimas. "Deus misericordioso, acolha as almas dos defuntos e conforte aqueles que sofrem com essa calamidade", disse.

Incêndio

Em meio aos problemas provocados pela tempestade, um incêndio atingiu um centro comercial em Davao, também na ilha de Mindanau, no último sábado (23).

Um corpo já foi recuperado e, segundo as autoridades locais, "não há esperança" para as outras 36 pessoas que ficaram presas pelas chamas no edifício. (ANSA)

Campo obrigatório