Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Trump nega ter falado palavrão sobre imigrantes

Revelação causou indignação em entidades internacionais

Trump nega ter falado palavrão sobre imigrantes
Notícias ao Minuto Brasil

12:29 - 12/01/18 por ANSA

Mundo EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, negou nesta sexta-feira (12) que tenha usado palavras de baixo calão contra os imigrantes do Haiti, El Salvador e de países africanos.

"A linguagem usada por mim no encontro do Daca foi dura, mas não foi aquela linguagem que usei. O que foi realmente duro foi a proposta extravagante feita - um grande passo atrás para o Daca", escreveu em seu Twitter.

A mídia norte-americana reportou que Trump usou o termo "buracos de merda" para se referir aos imigrantes que vinham dos dois países da América Central e da África. No entanto, a fala publicada por todos os grandes jornais norte-americanos teve grande repercussão.

O porta-voz das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Rupert Colville, afirmou que as palavras eram "vergonhosas e chocantes" e que tais comentários poderiam causar xenofobia por parte da população norte-americana contra os imigrantes.

+ Merkel e Schulz chegam a acordo para formar governo alemão

"Não se pode liquidar países inteiros como 'buracos de merda'.

Isso pode danificar e destruir a vida de muitas pessoas [porque] legitima que elas sejam atingidas com base nos países de onde vem. Elas vão contra os valores universais que o mundo duramente perseguiu depois da Segunda Guerra Mundial e o Holocausto", acrescentou Colville.

Já a porta-voz da União Africana, Ebba Kalon, afirmou em entrevista à agência de notícias Associated Press que a fala de Trump a deixou "francamente assustada".

"Dada a realidade histórica de como muitos africanos chegaram nos Estados Unidos, como escravos, essa declaração vai contra qualquer comportamento e prática aceitáveis. E é particularmente surpreendente, já que os EUA são um exemplo global de como a migração fez nascer uma nação construída sobre fortes valores de diversidade e oportunidade", ressaltou Kalon. Com informações da Ansa.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório