Meteorologia

  • 15 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Enorme tubarão morto é visto como prenúncio de catástrofe nas Filipinas

Os habitantes da província de Negros Oriental receiam a chegada de um apocalipse depois de encontrarem um tubarão-boca-grande em uma das praias locais

Enorme tubarão morto é visto como prenúncio de catástrofe nas Filipinas
Notícias ao Minuto Brasil

11:16 - 17/02/18 por Notícias Ao Minuto

Mundo Terremoto

De acordo com especialistas, encontrar peixes de águas profundas mortos no litoral pode ser o presságio de um eventual terremoto ou tsunami.

Os habitantes da província filipina de Negros Oriental receiam a chegada de um apocalipse depois de encontrarem um tubarão-boca-grande em uma das praias locais, relata o Daily Star.

 + Homem encontra carro completamente congelado no Canadá

"Isto é muito má sorte, poderá haver um desastre e estamos nos preparando", diz Paulino Ocana, habitante da área.

Apesar do medo que o grande peixe suscitou, muitas pessoas tentaram devolvê-lo à água para salvá-lo, contou um pescador local, Peter Ramírez. No entanto, "o animal estava morto".

Atualmente, o Departamento das Pescas e Recursos Aquáticos está investigando a causa da morte.

O tubarão tinha quatro metros de comprimento e pertence a uma espécie rara conhecida como "boca-grande" devido ao tamanho de sua cavidade bucal.

Este tubarão, que vive em águas profundas, pode medir até 5,2 metros e viver cerca de 100 anos. Uma vez que foi descoberto em 1976, foi detectado apenas 60 vezes confirmadas no Japão, em Taiwan e nas Filipinas.

O sismólogo japonês Kiyoshi Wadatsumi enfatiza que os peixes de profundidade são criaturas "muito sensíveis aos movimentos irregulares" do fundo do mar.

É provavelmente por essa razão que, na crença popular, o surgimento deste tipo de peixes nas margens de praias está associado à iminência de uma catástrofe natural.

No Japão, acredita-se que os peixes da família Regalecidae são presságios de um tsunami ou um terremoto. Antes do grande terremoto que sacudiu o nordeste do Japão em 2011, cerca de 20 peixes desta espécie foram encontrados encalhados nas praias da área.

Seis anos depois, na província de Surigao, nas Filipinas, um terremoto ocorreu dois dias depois de um peixe da mesma espécie ter sido encontrado morto em uma das áreas costeiras da província. Com informações do Sputnik News. 

Campo obrigatório