Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Copa enfrenta ameaça de ataques de 'extremistas ucranianos'

Alarme foi lançado por entidade que combate o racismo no futebol

Copa enfrenta ameaça de ataques de 'extremistas ucranianos'
Notícias ao Minuto Brasil

18:43 - 11/06/18 por ANSA

Mundo Alerta

Extremistas ucranianos podem organizar ataques à Rússia durante a Copa do Mundo, que tem início na quinta-feira (14). As informações são da entidade Football Against Racism in Europe (Futebol contra o racismo na Europa, ou "Fare", na sigla em inglês), citada pelo jornal russo "Izvestia".   

Além das provocações entre torcedores de outras seleções, os ucranianos podem tentar levar aos estádios bandeiras nazistas e outros símbolos proibidos pela Fifa. "Neste caso, a Fifa se veria obrigada a sancionar os organizadores do Mundial", explicou Yanis Kuzins, representante da Fare.   

+ Às vésperas da Copa, Rússia acusa EUA de tramar ataque à Síria

Além disso, segundo ele, "o fato de que a Ucrânia não disputará a Copa poderia servir de motivação adicional". Por outro lado, o Comitê Organizador do Mundial garantiu que os serviços de segurança estão preparados para evitar todo tipo de provocação.   

O temor de "desordem" se baseia no congelamento das relações entre Rússia e Ucrânia após a anexação da Crimeia por parte de Moscou e a sucessiva guerra na região de Donbass. As autoridades de Kiev condenaram, mais de uma vez, a Copa da Rússia, convocando um boicote internacional à competição. 

Além disso, há um mal-estar envolvendo o cineasta ucraniano Oleg Sentsov, preso em colônia penal em terras russas e que está realizando uma greve de fome contra o presidente Vladimir Putin. Sentsov exige a libertação de "presos políticos" por Moscou após a anexação da Crimeia pela Rússia. Com informações da ANSA.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório