Meteorologia

  • 14 OUTUBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Colômbia: negociações de paz são adiadas para julho

A abertura deste novo ciclo de negociações estava inicialmente agendada para o dia 20 de junho

Colômbia: negociações de paz são adiadas para julho

O início do VI ciclo de conversações de paz entre o governo da Colômbia e a guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN), previsto para esta segunda-feira (25) em Havana, Cuba, foi adiado para 2 de julho, anunciaram as partes.

A abertura deste novo ciclo de negociações estava inicialmente agendada para o dia 20 de junho e foi depois postergada para o dia 25.

Este novo adiamento ocorre por proposta do governo colombiano que está de saída, e afirmou que a  "conexão que está efetuada com o novo governo na continuidade dos processos de paz", de acordo com um comunicado do ELN divulgado na capital cubana.

+ Líbia rejeita proposta da Itália para centros de refugiados

"Esperamos que esse vínculo seja para garantir o desenvolvimento da agenda de diálogo e o desenho do processo de paz, acordado em 30 de março de 2016, de forma que a paz seja uma política de Estado, como a Colômbia aspira ser", afirma a nota assinada pela delegação de negociadora da guerrilha.

O ELN também expressou a sua preocupação com as recentes declarações do presidente eleito colombiano, Iván Duque, referindo que "não sabe se o progresso foi feito nas negociações e estabelece condições diferentes daquelas previamente acordadas com o Estado".

O documento salienta ainda o "compromisso com a procura de uma solução política para o conflito e a construção de um processo de paz que produza as transformações necessárias para erradicar a violência da política e avançar para um país com justiça social e equidade".

Os ciclos de negociações estão decorrendo agora em Havana, depois de o Equador se ter retirado do processo. Com informações da Lusa.

Campo obrigatório