Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

UE pede que países se preparem para Brexit sem acordo

Baixas no governo de Theresa May prejudicaram as negociações

UE pede que países se preparem para Brexit sem acordo
Notícias ao Minuto Brasil

14:26 - 19/07/18 por ANSA

Mundo Europa

A União Europeia alertou nesta quinta-feira (19) para seus Estados-membros se prepararem para todos os cenários relativos à saída do Reino Unido, incluindo o de não se chegar a um acordo até 29 de março de 2019, data prevista para o "Brexit".   

O aviso chega 10 dias depois de o governo da primeira-ministra Theresa May ter sofrido duas baixas: o negociador-chefe David Davis e o secretário de Relações Exteriores Boris Johnson. "A Europa trabalhará duramente para ter um acordo, mas não há certeza se isso será alcançado", disse um porta-voz da Comissão Europeia.   

Segundo o poder Executivo da UE, os 27 Estados-membros remanescentes ainda não estão "suficientemente prontos" para o Brexit.

+ Espanha retira pedido de extradição de ex-líder da Catalunha

"Devemos nos preparar a todas as eventualidades, para assegurar que as instituições da UE, os Estados-membros e os privados estejam prontos", diz a Comissão.   

O Brexit está marcado para ocorrer em 29 de março de 2019, e as duas partes tentam chegar a um acordo definitivo até outubro. Já há consenso sobre os direitos de cidadãos europeus no Reino Unido e vice-versa e sobre a conta a ser paga por Londres, mas falta definir a futura relação política e comercial entre as partes e a questão da fronteira entre as Irlandas.   

O governo May apresentou um plano para criar uma zona de livre comércio com a UE, para bens industriais e agrícolas e baseada em "regras comuns", mas o projeto irritou a ala do Partido Conservador que defende um Brexit mais "duro". Esse grupo é encabeçado por Johnson.   

Por conta disso, há dúvidas se a primeira-ministra conseguirá manter seu governo de pé até o "divórcio" entre Londres e Bruxelas. Se houver acordo, o Brexit entrará em vigor em 29 de março de 2019, mas com um período de transição até 31 de dezembro de 2020.   

Por outro lado, se não houver, a ruptura será total e imediata a partir do próximo dia 30 de março. "Faltam 13 semanas para o Conselho Europeu de outubro e, neste breve período, devemos fazer duas coisas: finalizar o acordo e preparar a declaração política sobre nossas relações futuras", afirmou o negociador-chefe da União Europeia, Michel Barnier, que se reuniu nesta quinta com o sucessor de David Davis, Dominic Raab, pela primeira vez. (ANSA)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório