Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Italianos desempregados podem ser expulsos da Alemanha

Notícia foi revelada pela emissora italiana "Rádio Colônia"

Italianos desempregados podem ser expulsos da Alemanha

Os cidadãos italianos que vivem na Alemanha, mas perderam seus empregos podem ser expulsos se não voltarem a trabalhar dentro de seis meses, informou neste sábado(22) a "Rádio Colônia".

A notícia foi revelada durante o testemunho de uma mulher italiana que vive no território alemão desde 2013 e recebeu um prazo de 15 dias para encontrar um emprego. Caso contrário, ela será forçada a voltar para a Itália.

+ Estados Unidos condenam atentado que matou 29 pessoas no Irã

A cidadã está desempregada devido à gravidez e o pós-parto. Após três meses, de acordo com os relatos, ela foi chamada pelo Departamento de Imigração, que lhe deu o ultimato. Segundo a rádio, este é apenas mais um de mais de 100 casos de italianos - maioria do norte da Alemanha - que correm o risco de ser repatriado.

A ameaça parte de uma lei de dois anos atrás que aumentou de 3 meses para 5 anos o período de permanência no país necessário para poder requerer e obter acesso a benefícios sociais.

"Se for verdade, a atitude da Alemanha seria muito grave e iria afetar a própria essência da União Europeia", disse à ANSA o subsecretário de Estado do Ministério das Relações Exteriores da Itália, Ricardo Merlo.

"Seria um paradoxo: a Itália sob acusação porque tenta defender a Europa da imigração ilegal e Merkel estaria afetando um direito fundamental dos cidadãos da UE", continuou o subsecretário.

"Quem é que realmente defende a União Europeia? Quem trabalha para proteger suas fronteiras ou quem estaria se preparando para expulsar os cidadãos europeus de seu país?", finalizou. (ANSA)

Campo obrigatório