Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Kavanaugh nega ter ressentimentos sobre denúncias sexuais

Novo juiz da Suprema Corte prestou juramento na Casa Branca

Kavanaugh nega ter ressentimentos sobre denúncias sexuais
Notícias ao Minuto Brasil

11:48 - 09/10/18 por Notícias Ao Minuto

Mundo Suprema Corte

O novo juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos, Brett Kavanaugh, disse nesta segunda-feira (8), em sua cerimônia de posse na Casa Branca, que "não tem ressentimentos" sobre a grande batalha que travou para ser confirmado no cargo.

Kavanaugh foi acusado por três mulheres por crimes de agressão sexual, incluindo a professora Christine Blasey Ford, que alega que o juiz a tocou e tentou tirar sua roupa à força quandos os dois eram adolescentes.

"A Suprema Corte é uma equipe de nove pessoas. E eu sempre serei um membro da equipe, desta equipe de nove. O processo de confirmação no Senado foi controverso e desgastante. Meu objetivo agora é ser o melhor juiz que eu puder. Assumo este cargo com gratidão e sem ressentimentos", afirmou Kavanaugh.

+Kim Jong-un convida Papa a visitar Coreia do Norte

Apesar dos protestos de milhares de pessoas para barrar a nomeação do juiz, o Senado dos Estados Unidos confirmou Kavanaugh ao posto na Suprema Corte por 50 votos a 48, e uma abstenção.

Ao menos 300 pessoas foram presas pela polícia durante o protesto, que foi realizado na última quinta-feira (4). Entre as detidas estavam a supermodelo Emily Ratajkowski e a comediante Amy Schumer.

Na cerimônia de posse, em Washington, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu desculpas a Kavanaugh pelo o que ele descreveu como uma "campanha de mentiras". O republicano sempre defendeu o juiz.

"Em nome de nossa nação, eu quero pedir desculpas a Brett e toda a família Kavanaugh pela terrível dor e sofrimento que foram forçados a suportar", disse o republicano.

O chefe de Estado norte-americano ainda disse que as acusações foram uma "destruição política e pessoal baseada em mentiras e decepções".

Kavanaugh se tornou o nono juiz da Suprema Corte americana, permitindo a formação mais conservadora do tribunal em uma década e abrindo margem para algumas sentenças históricas em temas como aborto e casamento gay. (ANSA)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório