Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Apple Watch de jornalista saudita teria registros de tortura e morte

Autoridades turcas estão investigando o caso

Apple Watch de jornalista saudita teria registros de tortura e morte
Notícias ao Minuto Brasil

07:46 - 13/10/18 por Notícias Ao Minuto

Mundo Turquia

Novas informações sobre a investigação do desaparecimento do jornalista saudita Jamal Khashoggi, em Istambul, na Turquia, estão vindo à tona. O último detalhe fornecido à imprensa, segundo a Reuters, é que gravações que ficaram na memória do Apple Watch do jornalista teriam sido encontradas pela polícia. O conteúdo gravado indica que Khashoggi foi torturado e morto.

No último dia 2, o jornalista, crítico das autoridades sauditas e colaborador antigo do Washington Post, desapareceu após ter sido filmado entrando no consulado saudita em Istambul, para tratar da documentação necessária para casar com a namorada, uma cidadã turca.

+ Explosão mata pelo menos cinco pessoas em casamento no Afeganistão

A Reuters afirmou que  uma publicação turca revelou que o Apple Watch estaria sincronizado com o iPhone dele, guardado na bolsa da companheira, que o esperava na frente do consulado.

Ativistas dos direitos humanos e amigos de Jamal Khashoggi realizam protestos no exterior do consulado saudita em Istambul.  As circunstâncias suspeitas do desaparecimento do jornalista têm gerado críticas de Ancara, capital da Turquia, a Riade. No entanto, negam qualquer envolvimento no caso.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório