Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Justiça dos EUA acusa russa de tentar interferir nas eleições

Mulher gerenciava finanças de operação que tenta 'semear discórdia no sistema político'

Justiça dos EUA acusa russa de tentar interferir nas eleições
Notícias ao Minuto Brasil

17:27 - 19/10/18 por Folhapress

Mundo Governo Trump

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos processou a russa Elena Khusyaynova, 44, nesta sexta (19) por se envolver em uma conspiração para interferir no sistema político americano, inclusive nas eleições legislativas de novembro.

A acusação vem logo após o escritório do diretor de Inteligência Nacional alertar que estava preocupado com as tentativas da Rússia, da China e do Irã de interferir no pleito deste ano e também nas eleições presidenciais de 2020.

+ Mais de 3 mil hondurenhos atravessam para o México rumo aos EUA

Procuradores afirmam que a mulher, de São Petersburgo, gerenciava as finanças de uma operação de interferência estrangeira chamada "Project Lakhta", que teria como objetivo "semear a discórdia no sistema político" dos Estados Unidos ao espalhar desinformação nas redes sobre temas que dividem os americanos, como imigração e controle de armas.

O projeto teria sido financiado pelo oligarca russo Yevgeniy Viktorovich Prigozhin, que já havia sido indiciado por interferir nas eleições presidenciais de 2016, e por duas empresas que ele controla, a Concord Management and Consulting LLC and Concord Catering, de acordo com a acusação.

Apenas Elena foi citada na acusação. Os procuradores afirmaram que os conspiradores "deram passos extraordinários para parecer que eram ativistas políticos americanos comuns". Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório