Meteorologia

  • 19 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Annegret Kramp-Karrenbauer é eleita sucessora Merkel

Kramp-Karrenbauer é a nova líder do partido União Democrata-Cristã (CDU)

Annegret Kramp-Karrenbauer é eleita sucessora Merkel
Notícias ao Minuto Brasil

14:30 - 07/12/18 por Notícias Ao Minuto

Mundo Alemanha

A secretária do partido conservador alemão União Democrata-Cristã (CDU), Annegret Kramp-Karrenbauer, foi eleita nesta sexta-feira (7) como nova líder da legenda, substituindo a chanceler Angela Merkel. 

+Merkel defende legado em despedida como líder de partido

Kramp-Karrenbauer, 56 anos, recebeu 517 votos no segundo turno da eleição entre os delegados da CDU, em Hamburgo, contra 482 do líder da legenda no Parlamento, Friedrich Merz.

Ela já havia terminado em primeiro lugar no escrutínio inicial, com 450 votos, contra 392 de Merz e 157 do ministro da Saúde Jens Spahn. Visivelmente comovida, Kramp-Karrenbauer agradeceu pela confiança e fez um pedido de colaboração a seus adversários na disputa interna.

Tida como a mais "pró-Merkel" dos três candidatos, a nova líder da CDU negou ser uma cópia da chanceler. "Leio que sou 'mini', que sou uma cópia. Caros delegados, eu sou o que sou, o resultado de como a vida me formou. Sou uma mãe de três filhos que sabe o quanto é difícil conciliar trabalho e família", disse Kramp-Karrenbauer em seu discurso aos delegados antes da votação.

Em sua carreira política, ela já foi ministra em diversas pastas no governo estadual de Sarre, no sudoeste da Alemanha, e liderou a CDU na região. Além disso, foi governadora entre 2011 e 2018.

Desde então, exercia o cargo de secretária-geral do partido conservador.

Com sua vitória, Kramp-Karrenbauer já passa a ser tratada como candidata a chanceler nas eleições de 2021, quando Merkel se aposentará da política. "A CDU é o último grande partido popular existente na Europa, e eu quero que continue assim. Essa Europa precisa de uma CDU forte", disse.

A troca no comando da legenda foi provocada pelos maus resultados obtidos nas eleições regionais em Hesse e pela queda de popularidade de Merkel em outras partes do país. A chanceler liderava a CDU desde 2000 e governa desde 2005.

Em seu último discurso como líder do partido, Merkel foi ovacionada por 10 minutos e recebeu homenagens de seus correligionários. (ANSA)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório