Meteorologia

  • 22 ABRIL 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Ataques aéreos dos EUA na Somália matam mais de 60 milicianos

Atualmente, segundo os norte-americanos, o grupo recorre às áreas central e austral da Somália, comandando ataques e pilhagens às comunidades locais

Ataques aéreos dos EUA na Somália matam mais de 60 milicianos
Notícias ao Minuto Brasil

21:52 - 17/12/18 por Lusa

Mundo Al-Shabab

O Comando dos Estados Unidos da América para África (USAFRICOM, na sigla em inglês) anunciou nesta segunda-feira (17) que realizou, durante o fim de semana, seis ataques aéreos contra extremistas das milícias al-Shabab na Somália, matando 62 combatentes. No comunicado enviado à imprensa, o USAFRICOM detalhou que a primeira ofensiva, no sábado (15), matou 34 militantes, sendo que "este ataque de precisão foi uma ação planejada e deliberada".

A segunda investida matou 28 alegados membros extremistas. Segundo o USAFRICOM, os ataques aéreos não mataram ou feriram civis.

"Em conjunto com os nossos parceiros somali e internacionais, estamos comprometidos em evitar que o al-Shabab se apodere de 'portos seguros' a partir dos quais possam desenvolver estruturas e atacar pessoas da Somália", explicou o USAFRICOM.

Atualmente, segundo os norte-americanos, o grupo recorre às áreas central e austral da Somália, comandando ataques e pilhagens às comunidades locais.

+ 'Lei da escravidão' gera polêmica e violência na Hungria

Os Estados Unidos têm conduzido várias ofensivas na Somália.

Desde o início do ano, o Comando dos EUA executou mais de vinte ataques aéreos na região, chegando a recorrer a 'drones' (veículos aéreos não-tripulados).

Em outubro deste ano, um ataque aéreo dos norte-americanos matou 60 membros do al-Shabab, associado ao grupo mais mortífero na África Subsaariana, a al-Qaida.

No mês seguinte, duas ofensivas conduzidas pelas forças do EUA mataram 37 do mesmo grupo.

Em 14 de outubro de 2017, o al-Shabab explodiu um camnhião na capital somali, Mogadíscio, e provocou a morte a mais de 500 pessoas. Com informações da Lusa.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório