Meteorologia

  • 26 ABRIL 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Polícia prende suspeitos de usarem drones no aeroporto de Gatwick

No Reino Unido, o uso de drones perto de aeroportos é punido com pena de prisão até cinco anos

Polícia prende suspeitos de usarem drones no aeroporto de Gatwick
Notícias ao Minuto Brasil

05:27 - 22/12/18 por Lusa

Mundo londres

A polícia do Reino Unido informou nessa sexta-feira (21) que duas pessoas foram detidas por suspeita de "uso criminoso de drones" no caso do aeroporto de Gatwick. "Como parte da investigação sobre o uso criminoso de drones que interromperam seriamente a decolagem e aterrissagem de voos no Aeroporto de Gatwick, a polícia de Sussex realizou duas detenções às 22h [de sexta-feira]", anunciou o policial James Collis.

A polícia não divulgou a idade ou o sexo dos dois suspeitos e não forneceu detalhes sobre os locais onde ocorreram as detenções.

Na sexta-feira, aquele que é o segundo maior aeroporto do Reino Unido voltou a permitir decolagens e pousos, apesar de detectado novamente um 'drone' (aparelho voador não-tripulado)" que levou a uma breve suspensão dos voos, depois da reabertura de manhã, após 36 horas de encerramento.

+ Separatistas protestam na Catalunha contra governo espanhol

Na quinta-feira, ficaram em terra 760 voos e no dia seguinte foram cancelados 155, o que afetou mais de 120 mil passageiros, a alguns dias do Natal.

Pouco mais de 11 horas depois de ter retomado a atividade na sexta-feira, o aeroporto de Gatwick voltou a ser alvo daquilo que a polícia classificou como "um ato deliberado" com recurso a estes aparelhos de controle remoto.

O primeiro deles, de tipo industrial, foi detectado na quarta-feira por volta das 21h30 e, desde então, a atividade aérea se manteve suspensa até as 6h30 dessa sexta-feira.

No Reino Unido, o uso de drones perto de aeroportos é punido com pena de prisão até cinco anos. Com informações da Lusa.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório