Meteorologia

  • 23 FEVEREIRO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Maduro diz que não se rende: 'Vamos ao combate'

Presidente também anunciou fim de relações diplomáticas com EUA

Maduro diz que não se rende: 'Vamos ao combate'
Notícias ao Minuto Brasil

07:12 - 24/01/19 por Noticias ao Minuto com Ansa

Mundo Crise na Venezuela

Nicolás Maduro se pronunciou sobre a autoproclamação do presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, como presidente interino da Venezuela. Ele falou da sacada do Palácio Miraflores, onde também anunciou o rompimento de relações diplomáticas e políticas com os Estados Unidos.

"Temos denunciado o governo imperialista dos EUA, que dirige uma operação para impor um golpe de estado na Venezuela. Pretende eleger e designar o presidente da Venezuela por vias não constitucionais. Estamos aqui pelo voto do povo. Só as pessoas colocam e só as pessoas removem", disse Maduro. "Aqui não se rende ninguém, aqui não foge ninguém. Aqui vamos à carga. Aqui vamos ao combate. E aqui vamos à vitória da paz, da vida, da democracia", completou.

Segundo ele, os diplomatas norte-americanos têm 72 horas para deixar a Venezuela.

O ministro da Defesa do país, general Vladimir Padrinho Lopez, também declarou, em um tuíte, o apoio do Exército a Nicolás Maduro. "Os soldados da pátria não aceitam um presidente imposto à sombra de obscuros interesses nem autoproclamado à margem da lei. As Forças Armadas defendem nossa Constituição da soberania nacional", escreveu.

Leia também:

União Europeia sinaliza apoio a Guaidó: 'Ele tem legitimidade'

Saiba quem é Juan Guaidó, principal nome da oposição na Venezuela

Trump reconhece Guaidó como novo presidente da Venezuela

Mourão descarta chance de intervenção armada do Brasil na Venezuela

Brasil reconhece chefe do legislativo como presidente da Venezuela

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório