Meteorologia

  • 17 JULHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Síria: inundações desalojam mais de 40 mil em campos de refugiados

Esta região, que está sob o controle do grupo Hayat Tahrir al-Cham, ligado à Al-Qaida, abriga mais de três milhões de pessoas

Síria: inundações desalojam mais de 40 mil em campos de refugiados
Notícias ao Minuto Brasil

21:10 - 02/04/19 por Lusa

Mundo ONU

Mais de 40 mil refugiados no noroeste da Síria tiveram de sair dos campos onde estavam, devido a importantes inundações provocadas pelas chuvas torrenciais nos últimos três dias, anunciou nesta terça-feira (02) um porta-voz da Organização das Nações Unidas (ONU).

Cerca de 14 campos tiveram de ser evacuados na região de Idlib, declarou à AFP o porta-voz da agência da ONU para os Assuntos Humanitários (OCHA, na sigla em inglês).

Esta região, que está sob o controle do grupo Hayat Tahrir al-Cham, ligado à Al-Qaida, abriga mais de três milhões de pessoas, dos quais mais de metade tiveram de sair de suas casas pela guerra na síria, que já dura há oito anos.

Os capacetes brancos, socorristas que operam nas áreas sob controle rebelde, estão tentando desde segunda-feira retirar as pessoas dos campos e salvar os seus poucos pertences das águas enlameadas.

+ Idai: comunidade internacional garantiu apenas 11% de ajuda necessária

"No segundo dia consecutivo, os capacetes brancos (...) continuam enfrentando a situação catastrófica nos campos do norte da Síria", declarou na noite de segunda-feira a equipe de socorristas na rede social Twitter.

Um vídeo divulgado pelos capacetes brancos na mesma rede mostrou uma tenda sob uma água marrom. Em outro vídeo, os socorristas agarravam-se a uma corda para não serem arrastados pela correnteza que chegava aos joelhos.

As intempéries afetaram várias milhares de civis, mas também os campos e as reservas agrícolas na região de Idlib e na vizinhança de Alepo, onde um hospital precisou ser colocado fora de serviço depois de ter sido inundado.

A região de Hassaké, no nordeste, também, foi afetada.

Com milhares de refugiados, o norte da Síria depende maioritariamente da ajuda humanitária e a sua população está desprovida de meios para enfrentar o frio e a umidade. Com informações da Lusa. 

Leia também: Avião cai na Macedônia e deixa quatro mortos

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório