Meteorologia

  • 20 MAIO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

FBI investiga chinesa por espionagem em resort de Trump

Prisão da cidadã foi confirmada pelo governo da China hoje (4)

FBI investiga chinesa por espionagem em resort de Trump
Notícias ao Minuto Brasil

11:47 - 04/04/19 por Ansa

Mundo Yujing Zhang

O FBI, polícia federal dos Estados Unidos, abriu nesta quinta-feira (4) uma investigação contra a "cidadã chinesa" que foi presa no último sábado (30), acusada de espionagem, ao tentar entrar no resort de Mar-a-Lago, do presidente Donald Trump, com um pendrive contendo um malware.

Identificada como Yujing Zhang, de 32 anos, a mulher teria se aproximado de um agente do Serviço Secreto que fazia a verificação de segurança dos visitantes de Mar-a-Lago, na Flórida, exibindo dois passaportes e disse que queria ir até a piscina. No entanto, as autoridades não encontraram seu nome na lista de acesso permitido. De acordo com a investigação, Zhang também fez declarações falsas e foi pega carregando quatro telefones celulares, um disco rígido, um laptop e o aparelho com o programa malicioso.

+ Venezuela está sob 'emergência humanitária complexa', diz ONG

Inicialmente, a mulher afirmou que estava no local para participar de um evento organizado por um grupo conhecido por "Associação Sino-Americana das Nações Unidas". Porém, não havia nenhuma programação do tipo no resort. Hoje, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, confirmou a detenção e afirmou que o governo já ofereceu assistência consular à cidadã após ter recebido uma notificação do cônsul-geral chinês em Houston sobre a prisão.

O FBI investiga se Zhang está envolvida em uma suposta missão de inteligência chinesa. Ela pode ser punida com até cinco anos de prisão e uma multa no valor de US$350 mil. (ANSA)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório