Meteorologia

  • 17 JULHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Orbán e Le Pen não irão a reunião convocada por Salvini

Encontro da extrema direita acontecerá em Milão, no dia 8

Orbán e Le Pen não irão a reunião convocada por Salvini
Notícias ao Minuto Brasil

14:57 - 04/04/19 por ANSA

Mundo Extrema direita

A reunião de partidos de extrema direita convocada pelo ministro do Interior e vice-premier da Itália, Matteo Salvini, não contará com as presenças de dois dos principais ícones do populismo ultranacionalista na União Europeia: a francesa Marine Le Pen e o húngaro Viktor Orbán.

O encontro acontecerá em Milão, na próxima segunda-feira (8), em vista das eleições europeias do fim de maio, quando Salvini ambiciona liderar uma ampla coalizão de partidos "soberanistas" encabeçada pela Liga, que deve se tornar a legenda mais votada da Itália.

Le Pen, presidente do partido Reunião Nacional (RN), não irá ao evento devido a compromissos da campanha eleitoral na França. "No fim de semana ela estará na Bretanha, enquanto na outra semana ela tem outros compromissos na França", disse seu porta-voz, Alain Vizier.

+ FBI investiga chinesa por espionagem em resort de Trump

Já Orbán, primeiro-ministro da Hungria, não participará porque não quer provocar um rompimento definitivo com o Partido Popular Europeu (PPE), sigla de centro-direita que detém a maior bancada do Parlamento da União Europeia.

Recentemente, o PPE suspendeu o partido Fidesz, comandado pelo premier húngaro, em função de suas políticas contra a liberdade de expressão e de seus frequentes ataques contra as lideranças da UE. Orbán, segundo fontes próximas, pretende evitar uma expulsão e tentar conduzir o PPE mais para a direita após as eleições.

Salvini, por sua vez, minimizou as ausências e disse que o húngaro sequer havia sido convidado e que a presença de Le Pen não estava prevista. Um dos partidos que confirmaram participação no evento de Milão é o Alternativa para a Alemanha (AfD), principal força de extrema direita no país.

Apesar da ausência no encontro do dia 8, Le Pen deve se reunir com Salvini nesta sexta-feira (5), em Paris.

+ Otan chega aos 70 enfrentando velhos fantasmas e inimigos internos

G7

O italiano está na capital francesa para uma reunião de dois dias dos ministros do Interior do G7. Salvini pretende forçar o grupo a discutir formas de combater os fenômenos migratórios. "É uma reunião histórica, porque finalmente estamos falando de imigração, repatriações e expulsões", declarou.

Ele também teve uma reunião bilateral com o ministro do Interior da França, Christophe Castaner, buscando encerrar as polêmicas que culminaram na convocação do embaixador francês em Roma, em fevereiro passado. "Quando falamos da vida real, de fatos concretos, há pouco tempo para brigar", disse Salvini. (ANSA)

Leia também: Hitler usou socialismo para atrair massas, mas queria destruir marxismo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório