Meteorologia

  • 20 JUNHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Filipinas devolvem mais de 25 toneladas de lixo eletrônico a Hong Kong

Os países ricos estão sendo acusados de enviarem lixos aos pobres

Filipinas devolvem mais de 25 toneladas de lixo eletrônico a Hong Kong
Notícias ao Minuto Brasil

17:30 - 03/06/19 por Notícias Ao Minuto

Mundo Filipinas

Nesta segunda-feira (3), as Filipinas devolveram um container com mais de 25.600 quilos de acessórios eletrônicos que chegou ao país em janeiro, três dias depois de terem devolvido ao Canadá 69 containers de lixo.

Os containers que foram devolvidos ao Canadá tinham sido importados ilegalmente há seis anos.

O lixo eletrônico regressou hoje à sua origem depois de Hong Kong concordar em receber de volta o container, anunciou uma fonte da alfândega das Filipinas.

O container chegou ao porto de Misamis no dia 02 de janeiro e tinha a classificação de "acessórios eletrônicos", mas quando as autoridades da alfândega o vistoriaram na semana passada, encontraram restos de computadores e outros dispositivos eletrônicos partidos.

Paralelamente à devolução dos resíduos, a deputada de Misamis, Juliette Uy, apresentou hoje uma proposta de lei na Câmara de Deputados que proíbe o comércio internacional de lixo eletrônico, cujo fenômeno foi batizado como "colonialismo tóxico" porque parte dos países ricos para os países pobres.

"Nós temos muito do nosso próprio lixo. Quanto mais produzirmos, mais curto e poluído será o nosso futuro. Não precisamos de importar mais lixo", acrescentou Uy.

No mesmo porto estão depositados nove contentores provenientes da Austrália, que chegaram há duas semanas e 6.500 toneladas de detritos enviados pela Coreia do Sul à espera de serem devolvidos ao país, cujo governo já se comprometeu a tratar do retorno.

Depois de vários protestos diplomáticos, o governo filipino conseguiu que o Canadá levasse de volta 69 contentores, de um total de 103 que foram exportados ilegalmente pela empresa Chronic Plastics entre 2013 e 2014 para os portos do país asiático.

Para pressionar o Canadá, o Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte ameaçou com uma guerra diplomática e chamou para consultas o embaixador e cônsules naquele país, além de retirar parte do pessoal diplomático de Otava e proibiu viagens oficiais de detentores de altos cargos àquele país.

A Malásia anunciou na semana passada que irá devolver 3.000 toneladas de resíduos a países como os EUA, China, Austrália ou Japão, depois de ter devolvido a Espanha, em abril, cinco contentores de lixo.

Depois de receber mais de 7 milhões de toneladas de lixo em 2017, segundo a ONU, a China proibiu em 2018 a importação de lixo, que foi desviado para países do sudoeste asiático como as Filipinas, Malásia e Indonésia.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório