Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Desabamento de prédio em Salvador mata quatro pessoas

Sete pessoas da mesma família moravam no local

Desabamento de prédio em Salvador mata quatro pessoas
Notícias ao Minuto Brasil

13:10 - 13/03/18 por Notícias Ao Minuto

Brasil BA

Um prédio de quatro andares localizado no bairro de Pituaçu, em Salvador (BA), desabou por volta das 6h desta terça-feira (13). Sete pessoas da mesma família moravam no local. Segundo a Secretaria de Saúde do Município (SMS), um bebê de 1 ano, um menino, de 12, a mãe deles, Rosemeire Pereira de Jesus, de 34 anos, e um homem, ainda não identificado, morreram soterrados. 

O Corpo de Bombeiros havia informado, em um primeiro momento, que o corpo do homem era de Alan Pereira de Jesus, de 31 anos, que também morava no local. No entanto, familiares não reconheceram o corpo. Agora, os bombeiros trabalham com a hipótese de que uma oitava pessoa também estava na residência. Por isso, equipes de resgate continuam no local. 

A Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) informou que um casal morava no andar de cima do prédio. Alex Pereira de Jesus, de 29 anos, Beatriz, de 30, e a filha deles, Sabrina, de 11 meses, foram retirados do imóvel e levados para o Hospital Geral do Estado (HGE). De acordo com o G1, a mulher teve ferimentos na face. 

De acordo com o G1, quatro ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) trabalham no resgate. 

Em avaliação preliminar, o diretor-geral da Defesa Civil de Salvador, Sosthenes Macedo, disse que a construção do edifício era irregular. "Somente depois da área limpa, para enxergar a fundação, a estrutura que foi construída, para fazer o levantamento da edificação. Só com o término do procedimento. Agora o foco é efetivamente buscar os possíveis sobreviventes", afirma.

Um comunicado da prefeitura informou que o imóvel não ocupava área de risco. Órgãos da prefeitura estão no local atuando no trabalho de resgate e dando suporte psicológico às famílias. 

Leia também: Uma em cada 100 mulheres recorre à Justiça por violência doméstica

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório