Meteorologia

  • 01 OUTUBRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

"Libélula deslumbrada", responde Ciro Gomes a Carlos Bolsonaro

No vídeo publicado por Carlos, Randolfe cita Ciro ao manifestar apoio ao irmão do pedetista e seu colega de senado Cid Gomes

"Libélula deslumbrada", responde Ciro Gomes a Carlos Bolsonaro
Notícias ao Minuto Brasil

17:00 - 23/02/20 por Estadao Conteudo

Política Decisão

Candidato derrotado à Presidência em 2018, Ciro Gomes (PDT-CE) respondeu a uma provocação do vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSC) pelo Twitter, chamando-o de "libélula deslumbrada" e escrevendo que a família do vereador, que é filho do presidente Jair Bolsonaro, tem "canalhas, milicianos e peculatários corruptos".

"Libélula deslumbrada. Nós aqui no Ceará somos e seremos o pior pesadelo de sua família de canalhas, milicianos e peculatários corruptos", escreveu Ciro neste domingo (23). "Quanto dinheiro roubado o (Fabrício) Queiroz (ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, irmão de Carlos) depositou na conta da mulher de seu pai, o canalha maior?"

A publicação veio em resposta a um tuíte de Carlos publicado no sábado (22) em que comenta um vídeo do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

No vídeo publicado por Carlos, Randolfe cita Ciro ao manifestar apoio ao irmão do pedetista e seu colega de senado Cid Gomes (PDT-CE), baleado ao tentar romper com uma retroescavadeira um bloqueio de policiais amotinados em Sobral na quarta-feira, 19 - ele teve alta hospitalar neste domingo.

"'Vambora', Ciro. Já estou indo para Sobral, me espera aí!", diz Randolfe no vídeo, em cima de um trator. "(Randolfe) quer passar por cima de crianças e mulheres com o pessoal do nariz nervoso e lambedor de beiço do Ceará", comentou Carlos.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro também comentou a publicação do irmão. Ele promete assinar uma petição para denunciar Cid por tentativa de homicídio. Eduardo avisou também que está "estudando" medidas contra o irmão de Ciro e que quer até mesmo ver se ele estava "habilitado a dirigir um trator".

Campo obrigatório