Meteorologia

  • 23 ABRIL 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Expulso do Patriota, Holiday tem 'portas abertas' para se filiar ao Novo

O presidente do Novo, Eduardo Ribeiro, diz ver grande alinhamento entre Holiday e seu partido

Expulso do Patriota, Holiday tem 'portas abertas' para se filiar ao Novo
Notícias ao Minuto Brasil

20:00 - 07/04/21 por Estadao Conteudo

Política Vereador

Expulso do Patriota, o vereador paulistano Fernando Holiday tem portas abertas no partido Novo e informou que já estuda uma possível filiação à sigla. Ele chegou a ser convidado publicamente na sessão de terça, 6, da Câmara Municipal de São Paulo, pela vereadora Janaína Lima, líder do partido na Casa. Ela afirmou que Holiday tem "portas abertas" no Novo.

O presidente do Novo, Eduardo Ribeiro, diz ver grande alinhamento entre Holiday e seu partido, e espera um retorno positivo do convite. "Holiday tem uma excelente atuação e seria um ótimo quadro para o partido".

O convite do Novo a Holiday, um crítico do governo Jair Bolsonaro, acontece em um momento em que a sigla se vê perdida em disputas internas quanto à posição do partido em relação ao governo. Uma diretriz partidária anunciada no mês passado definiu o partido como oposição ao governo, mas as divergências políticas continuam presentes. Os conflitos afetaram o Novo nas eleições 2020 - foram 29 vereadores eleitos e um prefeito, resultado considerado aquém das expectativas - e ainda devem ter repercussão em 2022.

Patriota e MBL

Holiday foi reeleito com a quinta maior votação de São Paulo em 2020 numa eleição em que o Patriota abriu as portas para integrantes do MBL, movimento pelo qual o vereador ficou conhecido. Além dele, também foi eleito vereador o advogado Rubinho Nunes. O deputado estadual Arthur do Val - Mamãe Falei foi candidato a prefeito de São Paulo, mas terminou o primeiro turno em quinto lugar. Liderança do movimento, Renato Battista assumiu o diretório municipal da sigla. Em janeiro deste ano, Holiday saiu do MBL afirmando que o movimento não era comprometido com a causa LBGT e o combate ao aborto.

Ao deixar o Patriota, Holiday também saiu "atirando". Afirmou que sua expulsão indica um movimento do partido para se aliar ao bolsonarismo em 2022. "Como defensor de uma direita independente e um dos maiores críticos desse governo, seria igualmente penoso me manter na mesma legenda daqueles que destroem o País". O vereador credita sua expulsão por críticas que fez ao apoio do Patriota à candidatura de Arthur Lira (PP-AL) na eleição para a presidência da Câmara dos Deputados.

Questionado sobre a possível aproximação do partido ao bolsonarismo e se a expulsão de Holiday poderia significar também a saída de outros críticos do governo, Arthur afirmou: "Isso é 100% fofoca". Rubinho disse estar comprometido com seus valores e que mantém linha de atuação independente. Ambos também são críticos de Bolsonaro. O diretório municipal do Patriota em São Paulo não respondeu à reportagem.

Campo obrigatório