Defesa de Eduardo Cunha vê prisão preventiva como "absurda"

Para advogado, o pedido de prisão do MPF ficou parado por quatro meses no Supremo Tribunal Federal

© Agência Brasil
Política deputado cassado 16:00 - 19/10/16 POR Notícias Ao Minuto

Os advogados de defesa do ex-presidente da Câmara Edurado Cunha (PMDB) classificou como "absurda" a prisão preventiva decretada por ordem do juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em primeira instância. A defesa do peemedebista, Pedro Ivo Velloso, afirmou que ainda se estuda quais atitudes serão tomadas, segundo o Correio Braziliense.

PUB

“Tudo é muito recente, acabo de saber”, disse.

Para Velloso, o pedido de prisão de Ministério Público Federal (MPF) ficou parado por quatro meses no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Se (a prisão) tivesse fundamento, não teria ficado parado”, justificou.

A justificativa para prender o ex-parlamentar é sustentada pelos procuradores do MPF com base na ideia de que a liberdade do ex-parlamentar representava risco à instrução do processo, à ordem pública, como também a possibilidade concreta de fuga em virtude da disponibilidade de recursos ocultos no exterior, além da dupla nacionalidade, uma vez que Cunha também é cidadão italiano.

Leia também: Moro bloqueia R$ 220 milhões de Cunha; dinheiro não foi encontrado

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X