Em meio a crise, Temer diz que 'qualquer fatozinho' abala país

No entanto, presidente avalia que as instabilidades são passageiras e 'não podem ser levadas a sério'

© Agência PT / Lula Marques
Política discurso 21:27 - 28/11/16 POR Folhapress

Em meio à maior crise política desde que chegou ao Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer afirmou nesta segunda-feira (28) que "qualquer fatozinho" tem o poder no país de causar uma instabilidade institucional.

PUB

Em discurso a uma plateia de empresários e investidores, em um hotel na capital federal, ele avaliou, contudo, que as instabilidades são passageiras e "não podem ser levadas a sério".

Em depoimento à Polícia Federal, o ex-ministro Marcelo Calero, da Cultura, acusou o presidente de tê-lo "enquadrado" na liberação de um empreendimento imobiliário na Bahia no qual o ex-ministro Geddel Vieira Lima, da Secretaria de Governo, tem um apartamento.

O episódio causou apreensão no mercado financeiro, levou à saída de dois ministros e motivou os partidos de oposição a pedirem o impeachment do presidente.

"É interessante que, de vez em quando, há uma certa instabilidade institucional com um fato ou outro. Como não temos instituições muito sólidas, qualquer fatozinho, me desculpem a expressão, abala as instituições. Então, o investidor fica um pouco assustado. Essas instabilidades são passageiras e não podem ser levadas a sério, e o que deve ser levado a sério é o país", disse.

No discurso, o presidente disse ainda que o governo federal não deve se impressionar com os movimentos sociais, porque as postulações deles são legítimas. Segundo ele, os protestos de rua também são "legítimos".

"Não temos que nos impressionar com movimentos sociais, com aqueles que postulam porque são postulações legítimas. Isso só nos faz ficarmos mais atentos ainda para logo alcançarmos o crescimento do país", completou. Com informações da Folhapress.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X