Reforma do ensino médio: relator propõe manter disciplinas obrigatórias

Educação física e artes seriam mantidas como disciplinas obrigatórias. No entanto, filosofia e sociologia ficariam de fora do currículo

© DR
Política medida provisória 14:44 - 29/11/16 POR Notícias Ao Minuto

O senador Pedro Chaves (PSC-MS), relator responsável por avaliar a reforma do ensino médio, apresentou, nesta terça-feira (29), alterações no texto editado pelo governo. Entre as principais mudanças está o retorno de educação física e artes como disciplinas obrigatórias. No entanto, filosofia e sociologia permaneceriam de fora do currículo.

PUB

De acordo com o G1, outra mudança importante seria o aumento da carga horária de 800 horas anuais para 1,4, passando a ser integral gradativamente.

“Acreditamos que a formação integral do ser humano exige o atendimento de várias dimensões, dentre as quais a corporeidade, o movimento e a fruição não podem ser desconsideradas”, escreveu.

O relator propôs também que o sistema de ensino tenha módulos e seja integrado. Além disso, pontuou que 60% da carga horária do ensino médio deverá ser utilizada com conteúdos obrigatórios.

Reconhecendo as dificuldades financeiras de se ampliar a carga horário do ensino médio, o relator propôs que o governo federal repasse recursos aos estados e ao Distrito Federal por dez anos, ao invés dos quatro propostos inicialmente, para garantir a implementação desse sistema.

Por se tratar de medida provisória, o projeto tem força de lei desde sua edição pelo governo, em setembro. Há um prazo de 120 dias para que o texto seja aprovado no Congresso. Depois desse período, a proposta perderá a validade se não for aprovada, o que é um dos motivos de protestos pelo Brasil.

Leia também: Câmara e Senado têm dia de importantes votações

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X