Meteorologia

  • 06 JUNHO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Retorno à prisão: defesa de Adriana Ancelmo recorrerá de decisão

A Procuradora da República Silvana Batini afirmou que a posição da Turma é a "mais justa"

Retorno à prisão: defesa de Adriana Ancelmo
 recorrerá de decisão
Notícias ao Minuto Brasil

18:39 - 26/04/17 por Estadao Conteudo

Política TRF

A defesa da ex-primeira dama do Rio Adriana Ancelmo vai entrar ainda nesta quarta-feira, 26, com recurso contra decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2). A Primeira Turma Especializada decidiu por dois votos a favor e um contra mandar a mulher do ex-governador Sergio Cabral de volta à prisão. Ela cumpre atualmente prisão domiciliar.

"A defesa ainda hoje vai partir para tribunais superiores porque o tribunal aqui errou ao julgar e dar execução imediata a essa decisão que ainda pende de recurso", afirmou o advogado Luís Guilherme Vieira.

A defesa argumenta que como a decisão não foi por unanimidade a sua discussão não está exaurida no tribunal. "Houve um voto favorável à defesa, assim tem-se que esgotar esse julgamento e não pode aplicar a decisão que foi dada", disse Vieira.

A Procuradora da República Silvana Batini afirmou que a posição da Turma é a "mais justa". "A prisão domiciliar não evita a reiteração criminosa, é uma questão de proteção da ordem pública", declarou.

Ela argumentou ainda que a Justiça deve ao cidadão fluminense envidar todos os esforços para a recuperação do dinheiro desviado, "especialmente pelo momento que o Estado do Rio está passando".

"Esse dinheiro está fazendo falta para diversos setores vitais", afirmou.

A Procuradora disse esperar que a decisão seja cumprida ainda hoje. No entanto, há relatos de que Adriana teria sido deslocada na tarde de hoje para Curitiba, onde irá prestar depoimento ao juiz Sergio Moro amanhã. A defesa de Adriana não confirmou se ela já teria saído de seu apartamento no Leblon, zona sul do Rio.

Antes de voltar à prisão, Adriana ainda poderá ficar 10 dias em casa, afirma o G1.

CURITIBA

Adriana, inclusive, poderá se reencontrar com seu marido durante a audiância desta quinta. De acordo com o G1, eles solicitaram um momento reservado para conversarem. 

Campo obrigatório