STJ revoga liminar e ex-prefeita de Ribeirão Preto voltará a ser presa

A ex-prefeita (2009-2016) foi presa preventivamente em 2 de dezembro

© Divulgação
Política DÁRCY VERA 16:50 - 18/05/17 POR Folhapress

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) revogou nesta quinta-feira (18) liminar que permitia que a ex-prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera (PSD), ficasse em liberdade provisória.

PUB

+ Eduardo Cunha é alvo de novo mandado de prisão do STF

A ex-prefeita (2009-2016) foi presa preventivamente em 2 de dezembro, na segunda fase da operação Sevandija, que investiga fraudes em contratos de licitações da prefeitura que somam ao menos R$ 203 milhões.

Onze dias depois, ela obteve liberdade provisória no próprio STJ.Por meio de sua assessoria, o STJ informou que a 6ª Turma revogou a liminar por quatro votos a um nesta quinta.

"Para os ministros, é concreto o receio de que haja movimentação, dissipação ou ocultação dos valores que se quer recuperar. Apesar de já ter sido destituída do cargo, por sua notória influência regional, a ex-prefeita ainda pode obstaculizar a investigação", diz trecho de nota do STJ.

A ex-prefeita, que foi denunciada sob acusação de corrupção passiva, peculato e associação criminosa, deve agora retornar para a penitenciária feminina de Tremembé, onde estava presa até obter a liberdade.

Dárcy, que não chegou a completar o mandato -não voltou à prefeitura após ter sido presa-, perdeu os direitos políticos por oito anos após decisão da Câmara local e vive reclusa nos últimos meses.

OUTRO LADO

A reportagem não obteve contato com a advogada Maria Cláudia Seixas, defensora da ex-prefeita, na tarde desta quinta-feira.

Anteriormente, ela afirmou que a ex-prefeita não é culpada das acusações feitas contra ela e conseguirá provar isso.

De acordo com a advogada, Dárcy "não se furtou a nenhum tipo de esclarecimento". Com informações da Folhapress. 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X