Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2017
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 16º

Edição

Joesley diz ter pago R$ 7 milhões em caixa 2 para Serra

Empresário encobriu repasse ilícito simulando a compra de um camarote em autódromo de Fórmula 1

Joesley diz ter pago R$ 7 milhões em caixa 2 para Serra
Notícias ao Minuto Brasil

18:22 - 19/05/17 por Notícias Ao Minuto

Política confissão

O delator Joesley Batista, dono da JBS, afirmou feito repasse de quase R$ 7 milhões para suposto caixa 2 na campanha do então candidato à Presidência José Serra (PSDB-SP), em 2010. A informação consta na delação premiada assinada pelo empresário. As informações são do jornal O Globo.

Batista disse ter simulado simulando a compra de um camarote em autódromo de Fórmula 1, orçado em R$ 6 milhões, para encobrir o ato ilícito. Outra parte do montante, no valor de R$ 420 mil, teria sido ocultado por meio de uma nota fria emitida em nome da empresa PPM Análise e Pesquisa.

"Eles deram nota de patrocínio de um camarote de um autódromo de Fórmula 1, como se nós tivéssemos comprado um camarote de Fórmula 1. E teve realmente esse camarote. Teve realmente essa corrida de Fórmula 1. Só não podia custar R$ 6 milhões. Aí nós compramos esse negócio lá por R$ 6 milhões", contou Batista, em depoimento.

No total, o empresário diz ter contribuído com R$ 20 milhões para a campanha presidencial de Serra. Batista disse que a diferença de R$ 13 milhões chegou a Serra como doação oficial ao PSDB. "Fomos os principais financiadores da campanha dele", disse o empresário.

Batista prestou depoimento em 3 de maio, na sede da Procuradoria Geral da República. Ele foi ouvido pelo promotor Sérgio Bruno, coordenador do grupo de trabalho da Operação Lava Jato em Brasília, e pelo procurador Fernando Antônio Oliveira.

LEIA TAMBÉM: Em nota, Cunha rebate Joasley: 'não estou em silêncio'

Campo obrigatório