Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2017
Tempo
MIN 9º MÁX 9º

Edição

Advogado alega que 'Temer é 'idoso' e pede arquivamento de inquérito

Por conta própria, advogado de Taubaté entrou com pedido de habeas corpus para o presidente

Advogado alega que 'Temer é 'idoso' e 
pede arquivamento de inquérito
Notícias ao Minuto Brasil

20:25 - 19/05/17 por Notícias Ao Minuto

Política stf

Um advogado de Taubaté (SP) entrou com um pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) para arquivar o pedido de abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer. Por conta própria, Samuel José Orro Silva protocolou o pedido alegando que o pedido de investigação contra o peemedebista se baseia em prova "frágil e tendenciosa". De acordo com o jornal O Globo, o pedido, aberto nesta sexta-feira (19), foi distribuído para o ministro Luis Roberto Barroso.

(Uma versão anterior deste texto afirmava que o pedido de habeas corpus fora produzido pela defesa de Temer. O erro foi corrigido às 20h25)

No pedido, Orro Silva alega que o presidente é um "idoso de 76 anos de idade, que não é acostumado à uma rotina empresarial", que conversou com um empresário que seria conhecido por ser "muito esperto".

"Primeiramente é necessário se destacar que se trata de um diálogo entre um homem de negócios muito experimentado, chamado pelo mercado como “muito esperto” de 45 anos de idade e que em sua carreira profissional sempre buscou atingir seus objetivos a todo custo (motivo das investigações que corriam contra si) e um idoso (o Paciente) de 76 anos de idade, que não é acostumado à uma rotina empresarial", diz um trecho do documento.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu abertura do inquérito alegando suposta obstrução da Justiça, a partir das gravações entre Temer e o dono da JBS, Joesley Batista. O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, autorizou a abertura de inquérito.

LEIA TAMBÉM: Delator: Temer pediu R$ 1 milhão em espécie

Campo obrigatório