Centrão alerta Temer sobre possíveis traições em votação de denúncia

Apesar de terem fechado apoio ao governo, líderes do grupo contabilizam votos contrários ao presidente

© Adriano Machado / Reuters
Política Articulação 06:54 - 17/07/17 POR Notícias Ao Minuto

O chamado centrão, que inclui o PP, PR, PSD, PTB, PROS, PSC, SD, PRB, PEN, PTN, PHS e PSL, fechou com o governo e apoiará o presidente Michel Temer na votação da denúncia da qual é alvo, por corrupção passiva, de autoria do Ministério Público Federal.

PUB

Os partidos, cujos votos representam mais de 200 deputados, decidiram até mesmo punir quem, em plenário, votar pelo prosseguimento da denúncia. A Câmara dos Deputados é composta por 513 parlamentares.

No entanto, apesar do acordo, os líderes das legendas alertaram o Planalto sobre algumas traições.

De acordo com informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o PP contabiliza cinco nomes contrários a Temer, enquanto o PSD tem sete deputados a favor da denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. No PRB, 8 políticos devem votar pela instalação do processo judicial no Supremo Tribunal Federal (STF).

+ Temer tenta montar agenda positiva para abafar denúncia por corrupção

Na semana passada, os líderes do centrão pressionaram o governo por mais espaço e questionaram por que o Planalto mantém os ministérios e cargos do PSDB, já que a sigla segue em cima do muro, abrindo espaço para que muitos dos seus caciques tenham declarado, inclusive, ser a favor da denúncia contra Temer, apesar de integrarem a base aliada do governo.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X