Meteorologia

  • 20 NOVEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Joesley diz que pediu ajuda a Serra, Palocci e Mantega no BNDES

Empresário pedia apoio político para a construção de uma fábrica de celulose da Eldorado, no Mato Grosso do Sul

Joesley diz que pediu ajuda a Serra, Palocci e Mantega no BNDES
Notícias ao Minuto Brasil

21:39 - 03/09/17 por Notícias Ao Minuto

Política delação

Novos documentos entregues nesta quinta-feira (31) por delatores da JBS à Procuradoria-Geral da República (PGR) revelam que o empresário Joesley Batista pediu ajuda a diversos políticos para conseguir um financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a construção de uma fábrica de celulose da Eldorado, no Mato Grosso do Sul.

Como revelado pela "TV Globo" neste domingo (3), Joesley contou que pediu apoio ao senador e então candidato à presidência da República José Serra (PSDB-SP) e aos es-ministros petistas Antonio Palocci e Guido Mantega em 2009 e 2010.

+ Léo Pinheiro está perto de fechar acordo de delação da OAS, diz coluna

Procurada pela emissora, a assessoria de imprensa do senador afirma que isso "jamais ocorreu". Os demais citados ainda não se pronunciaram.

Ainda de acordo com Joesley, para garantir a liberação do empréstimo, ele teria pago propina para Mantega, para o ex-tesoureiro do PT João Vaccari e para dirigentes dos fundos de pensão Petros (Petrobras) e Funcef (Caixa Econômica Federal), sem citar nomes. Serra e Palocci não estão envolvidos no esquema de propina.

Ainda segundo a delação, Joesley pediu a Mantega, Palocci e Serra que eles ligassem ao então presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e dissessem que o projeto seria apoiado caso eles estivessem no Poder Executivo.

Mantega teria marcado uma reunião com Joesley e Coutinho no Ministério da Fazenda para avisar que tinha convencido o BNDES do financiamento.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório