Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Dodge diz que apoiará combate à corrupção ao anunciar nomes da equipe

Posse da nova procuradora-geral da República ocorrerá na próxima segunda-feira (18) e terá transmissão ao vivo

Dodge diz que apoiará combate à corrupção ao anunciar nomes da equipe
Notícias ao Minuto Brasil

15:48 - 15/09/17 por Notícias Ao Minuto

Política Transição

A subprocuradora-geral da República Raquel Dodge tomará posse no cargo de procuradora-geral da República na próxima segunda-feira (18), às 8h, no Auditório JK, na PGR, em Brasília. A solenidade será transmitida, ao vivo, pela TV MPF (www.tvmpf.mp.br).

Nesta sexta-feira (15), ela anunciou três nomes que integrarão a sua equipe no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) a partir do dia 18 de setembro.

A Secretaria-Geral será chefiada pela procuradora regional da República Adriana Zawada Melo. No gabinete da Presidência, estão sendo criadas as funções de Secretaria de Direitos Humanos e Defesa Coletiva, que será ocupada pela procuradora de Justiça de Goiás Ivana Farina Navarrete Pena, que até o fim de 2016 presidia o Conselho Nacional de Direitos Humanos, e a Secretaria de Relações Institucionais, que terá à frente o procurador de Justiça de Minas Gerais Nedens Ulisses Freire Vieira.

+ Janot reúne 400 funcionários da PGR e faz balanço final da sua gestão

A escolha da equipe de trabalho segue critérios semelhantes aos considerados na definição dos nomes que estarão à frente das secretarias ligadas à estrutura do Ministério Público Federal (MPF): relevante experiência profissional, especialização jurídica e conhecimento dos problemas do país.

“Vamos apoiar intensamente os trabalhos do Conselho Nacional do Ministério Público, reforçar sua atribuição de zelar pela autonomia funcional e administrativa dos Ministério Públicos em todo o país, priorizar a defesa de direitos fundamentais e o combate à corrupção e ao crime organizado mediante projetos específicos, para os quais gostaria de contar com a atuação de cada conselheiro", frisou Raquel Dodge.

A procuradora-geral da República nomeada destacou as elevadas taxas de homicídio registradas no país, a situação do sistema prisional, a insegurança pública, os danos ambientais, os serviços públicos de saúde e de educação como exemplos de temas que precisam fazer parte da pauta de atuação do CNMP.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório