Meteorologia

  • 24 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

TSE arquiva representação do PT contra Huck, Faustão e Globo

Segundo a decisão do ministro Napoleão Nunes Maia Filho, como Huck não é candidato e afirmou ao TSE que não vai se candidatar neste ano, "não se afigura cabível o ajuizamento" do processo

TSE arquiva representação do PT contra Huck, Faustão e Globo
Notícias ao Minuto Brasil

19:00 - 15/02/18 por Folhapress

Política Decisão

O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Napoleão Nunes Maia Filho decidiu extinguir, sem julgar, uma representação feita pelo PT contra a TV Globo e os apresentadores Luciano Huck e Fausto Silva por suposto abuso dos meios de comunicação e de poder econômico.

Segundo a decisão do ministro, desta quinta-feira (15), como Huck não é candidato e afirmou ao TSE que não vai se candidatar neste ano, "não se afigura cabível o ajuizamento" do processo "se não estiver em causa a análise de eventual abuso cometido em benefício de quem já possui a condição de candidato".

"Muito menos, como se pode concluir facilmente, de quem declara que não será candidato no pleito que se avizinha", escreveu Maia Filho.

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) e o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que assinaram a representação enviada ao TSE, sustentaram que Huck e sua mulher, a também apresentadora Angélica, trataram da "promoção da pré-candidatura dele [Huck] através de artifícios (entrevista despretensiosa) que objetivam auferir dividendos eleitorais, afetando desde logo a isonomia entre os pré-candidatos" à Presidência, durante entrevista no Domingão do Faustão que foi ao ar em 7 de janeiro.

+ Huck anunciará desistência definitiva de candidatura nesta sexta

"Durante vários minutos, em rede nacional, discorreram acerca da necessidade dos brasileiros darem espaço para uma candidatura nova, diferente de tudo e de todos que aí se encontram, capaz de agregar novos valores à política e à vida nacional, de modo que somente através de candidaturas como a representada por Huck o país e as futuras gerações poderiam vislumbrar um futuro melhor", argumentou o PT.

O partido pediu que a Corregedoria caracterizasse o abuso de poder econômico e dos meios de comunicação da TV Globo e do apresentador Fausto Silva, e que Huck ficasse inelegível ou tivesse negado seu pedido de registro de candidatura, quando viesse a apresentá-lo ao tribunal.

"Inexiste, neste processo, qualquer elemento minimamente confiável que possa lastrear o pedido apresentado", decidiu Maia Filho.

Huck tem negado publicamente a intenção de se candidatar a presidente da República, embora tenha mantido conversas com grupos políticos.

Ao TSE a defesa do apresentador declarou que "em instante algum [Huck] apresentou-se como candidato, não indicou cargos políticos por ele pretendido, não pediu voto a quem quer que seja e reitera, como dito anteriormente, que não será candidato no pleito de 2018". Com informações da Folhapress.

Campo obrigatório