Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Diante de repercussão negativa, Luislinda desiste de ir à Suíça

Desembargadora aposentada, mesmo exonerada do cargo de ministra, havia sido designada por Temer para representar o país na 37ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU

Diante de repercussão negativa, Luislinda desiste de ir à Suíça
Notícias ao Minuto Brasil

16:59 - 21/02/18 por Notícias Ao Minuto

Política Voltou atrás

Mesmo exonerada do cargo de ministra dos Direitos Humanos, a desembargadora aposentada Luislinda Valois foi designada pelo presidente Michel Temer para viajar à Suíça, no próximo sábado (24).

No entanto, diante da repercussão negativa do fato, ela acabou desistindo, de acordo com informações do blog do Valdo Cruz, no Portal G1.

A ex-ministro teria telefonado para o Palácio do Planalto, nesta tarde (21), para comunicar a sua decisão, e foi orientada a formalizar a desistência.

+ Temer rebate Lula e nega 'significação eleitoral' em intervenção

A viagem, às custas do governo brasileiro, seria para que ela represente o país na 37ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas), em Genebra.

A designação foi publicada na edição desta quarta-feira (21) do "Diário Oficial da União". A previsão era de que ela permanecesse na Suíça até 2 de março.

A exoneração de Luislinda e a nomeação de Gustavo do Vale Rocha para o seu lugar foi publicada na terça-feira (20).

Ainda segundo o blog, a assessoria de imprensa do Planalto informou que a viagem já estava prevista e a ex-ministra havia sido indicada antes de decidir deixar o posto.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório