Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Lula: 'Hoje temos Marielles espalhadas pelo Brasil inteiro'

Durante o Fórum Social Mundial em Salvador, ex-presidente falou da importância em manter a luta iniciada pela vereadora assassinada no Rio

Lula: 'Hoje temos Marielles espalhadas pelo Brasil inteiro'
Notícias ao Minuto Brasil

14:15 - 16/03/18 por Notícias Ao Minuto

Política Discurso

A exemplo do que ocorreu durante toda a quinta-feira (15) em diversas partes do Brasil, o legado e a memória da vereadora Marielle Franco tiveram grande destaque durante a Assembleia Mundial das Democracias, evento que integrou a programação do Fórum Social Mundial em Salvador.

Escolhido para encerrar o ato, no Estádio de Pituaçu, o ex-presidente Lula falou por pouco mais de meia hora, para um público de cerca de 20 mil pessoas. A maior parte do discurso foi dedicada a relembrar a luta da ativista, brutalmente assassinada um dia antes, na região central do Rio de Janeiro.

“Tem sido dias tristes para mim. Ao ver a barbaridade que fizeram com a Marielle eu fiquei pensando: é preciso ter um demônio dentro do corpo para achar que matando uma mulher de 38 anos, mãe, vereadora, morando na favela da Maré, eles pudessem aquietar a sociedade brasileira na luta pelo respeito aos direitos humanos”.

“Esses cafajestes que mataram Marielle não percebem que mataram apenas a carne dela. Mas as ideias libertárias dela hoje são muito mais fortes do que quando ela estava em vida”, disse Lula.

+ Dodge desiste de PF no comando de investigação do caso Marielle

O ex-presidente tem repetido, desde que soube do assassinato, que os seus problemas são pequenos diante da dor e da tristeza causadas pela morte da vereadora do PSOL. Por isso, fez questão de dizer aos presentes que a luta iniciada por ela permanecerá pelas mãos do povo brasileiro.

“Hoje temos Marielles espalhadas pelo Brasil inteiro. Pelas ruas de cidades grandes e pequenas tem gente dizendo: todo mundo agora é Marielle. E a luta que ela estava travando não vai ser em vão. E tenho certeza que veremos isso num curto espaço de tempo”.

Pouco antes de encerrar o discurso, Lula ainda enalteceu o papel que jovens e militantes como Marielle terão nos debates e lutas que devem tomar conta do país durante os próximos meses. “Eles podem fazer qualquer coisa conosco. Mas as nossas ideias já estão no ar”.

A presidenta do PT nacional, senadora Gleisi Hoffmann, também prestou solidariedade à vereadora e disse que sua morte deve servir para desencadear uma resistência ainda maior contra os retrocessos causados ao país desde o golpe de 2016. "Nós sabemos lutar e vamos resistir e lutar por Marielle, por Lula, pelo povo brasileiro e da América Latina. Por justiça, democracia e direitos”.

Com a filha recém-nascida nos braços, a deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB) também falou. “Esta é uma noite de profunda reflexão pela morte de Marielle. Mas é uma noite que nós fazemos o que ela fez durante a sua vida: firmamos o compromisso de transformar o luto em verbo”.

Campo obrigatório