Meteorologia

  • 24 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

"Não sou homem de correr da briga", diz Lula após ataque à caravana

Ex-presidente postou vídeo em suas redes sociais nesta quarta-feira (28)

"Não sou homem de correr da briga", diz Lula após ataque à caravana
Notícias ao Minuto Brasil

15:36 - 28/03/18 por Notícias Ao Minuto

Política Declaração

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou sobre o ataque sofrido pela sua caravana, nessa terça-feira (27), durante passagem da comitiva pela estrada entre Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, no interior do Paraná.

Segundo o PT, homens armados atiraram contra os ônibus do grupo e atingiram dois dos veículos. Em vídeo divulgado nas suas redes sociais, Lula disse que "não é homem de correr da briga".

"Se querem brigar comigo, vamos brigar. Eu gosto da briga, eu não sou um homem de correr da briga. Mas vamos respeitar a democracia nesse país. Democracia pressupõe a convivência na adversidade. Cada um faz a opção que quiser", disse o ex-presidente.

Ele ainda disse que a forma mais justa de vencê-lo é por meio do voto. "O que estamos vendo agora não é política. Porque se quisessem derrotar o PT seria muito fácil. Lança candidato, vão para a urna, quem ganhar toma posse e quem perder vai chorar, como eu chorei quando perdi as eleições em 89, 94 e 98", declarou.

+ Bolsonaro: Lula quis fazer do Brasil galinheiro e agora colhe os ovos

"Se eles acham que fazendo isso vai nos assustar, não vão. Isso vai motivar a gente a fazer muito mais coisa, porque nós não podemos permitir que depois do nazismo e do fascismo a gente deixe grupos de fanáticos nesse país", completou.

A polícia do Paraná informou que investiga o caso. Até o momento, nenhum suspeito foi identificado ou detido. Um dos ônibus atingidos levava jornalistas de blogs e sites independentes, e repórteres estrangeiros.

"É inadmissível, ainda mais atacar um ônibus que tem a imprensa. Se fosse eu até ficariam felizes porque não querem que eu dispute as eleições, mas o que é que a imprensa tem com isso?", perguntou.

Campo obrigatório