Meteorologia

  • 16 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

PGR quer ouvir Marcelo Odebrecht e doleiros em inquérito sobre Temer

Suposto repasse irregular ao MDB foi delatado por ex-executivos da Odebrecht e também envolve os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco

PGR quer ouvir Marcelo Odebrecht e doleiros em inquérito sobre Temer
Notícias ao Minuto Brasil

14:55 - 16/06/18 por Notícias Ao Minuto

Política investigação

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, quer ouvir os depoimentos de mais seis pessoas, incluindo o de Marcelo Odebrecht, no inquérito envolvendo o presidente Michel Temer, que investiga um suposto repasse irregular de R$ 10 milhões da empreiteira ao MDB. O caso foi delatado por ex-executivos da empresa e também envolve os os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Minas e Energia).

As pessoas que o órgão quer ouvir são:

- Marcelo Odebrecht, dono da Odebrecht;

- Fernando Migliaccio, ex-funcionário da Odebrecht;

- Ibanez Filter, ligado a Eliseu Padilha;

- Vinícius Claret, doleiro conhecido como Juca Bala, suspeito de lavar dinheiro no esquema de Sérgio Cabral;

- Cláudio Barbosa, doleiro suspeito de lavar dinheiro no esquema de Sérgio Cabral;

- José Eduardo Cavalcanti de Mendonça, marqueteiro Duda Mendonça.

+ PGR pede inclusão de delação de Funaro em inquérito sobre Temer

Como apurado pelo G1, a informação está em um documento apresentado na quinta-feira (14), no qual Dodge concorda com a prorrogação do prazo para apuração do caso em mais 60 dias. O pedido para ouvir as testemunhas foi feito pela Polícia Federal (PF) e corroborado pela PGR.

Dodge também defende que a PF analise os celulares usados pelos delatores Cláudio Melo Filho e José de Carvalho Filho, da Odebrecht, na época do ocorrido.

"A Procuradora-Geral da República requer a prorrogação do prazo para a conclusão do inquérito epigrafado, por mais sessenta dias (...) considerada a existência de diligências pendentes e necessárias ao deslinde das investigações", afirma o documento.

Agora, cabe ao ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), decidir sobre a prorrogação do prazo do inquérito.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório