Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

'Por mim, PSDB não teria participado do governo Temer', diz Alckmin

O candidato também não poupou o Partido dos Trabalhadores de críticas

'Por mim, PSDB não teria participado do governo Temer', diz Alckmin
Notícias ao Minuto Brasil

11:35 - 19/09/18 por Estadao Conteudo

Política ELEIÇÕES 2018

Reforçando a estratégia de se dissociar do governo de Michel Temer (MDB) na campanha presidencial, o candidato do PSDB ao Planalto, Geraldo Alckmin, disse nesta quarta-feira, 19, que a participação de seus correligionários em ministérios de Temer, como foi o caso dos senadores José Serra, Aloysio Nunes no Itamaraty e o do deputado Antônio Imbassahy (Secretaria de Governo) teve bases técnicas - e não ocorreu exatamente por afinidade com o programa de Temer.

"Cedemos quadros importantes, com base e capacidade técnica. Por mim, entretanto, o PSDB não teria participado do governo", disse o ex-governador de São Paulo em sabatina no Fórum Páginas Amarelas, da revista "Veja".

O candidato também não poupou o Partido dos Trabalhadores de críticas. "O PT não tem limites. É o sexto ano seguido de déficit primário. A dívida bruta explodiu. Quebraram o governo federal e levaram milhões ao desemprego", afirmou o tucano. "Agora, responsabilizar a oposição que não está há 16 anos no governo não é adequado. Criou déficit gigantesco e a população está pagando, eles não propuseram uma reforma estrutural, previdência, trabalhista, nada", declarou.

Ainda assim, Alckmin aponta que a chapa de Fernando Haddad já tem passaporte carimbado para o segundo turno. "A realidade é que o PT já está no segundo turno, mas não penso isso sobre Bolsonaro. Precisamos escolher quem vai derrotar o PT no segundo turno", afirmou o tucano.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório