Meteorologia

  • 13 NOVEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Bolsonaro cresce 6 pontos entre mulheres, mas segue campeão em rejeição

Já Fernando Haddad manteve percentual de intenção de voto do público feminino

Bolsonaro cresce 6 pontos entre mulheres, mas segue campeão em rejeição
Notícias ao Minuto Brasil

09:45 - 02/10/18 por Notícias Ao Minuto

Política Eleições

A última pesquisa de intenção de voto para a Presidência da República, divulgada nesta segunda-feira (1º) pelo Ibope, mostra que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) cresceu na preferência das mulheres, saltando seis pontos percentuais, de 18% para 24%.

Já Haddad, que aparece atrás de Bolsonaro na pesquisa, manteve 20% das intenções de voto do público feminino. Um dado interessante é que o levantamento foi realizado em meio às manifestações pró e contra o candidato do PSL, que ocorreram durante o fim de semana.

Conforme lembra o jornal O Globo, Bolsonaro vinha apresentando dificuldade de crescimento nessa fatia da população, aparecendo com o máximo de 21%. Segundo a diretora-executiva do Ibope, Márcia Cavallari, o maior aumento foi registrado entre as eleitoras de alta renda do Sudeste.

No entanto, o levantamento também mostra que o militar segue sendo o mais rejeitado entre as mulheres, com 51%. Haddad tem 33%.

+ Maioria dos eleitores de Alckmin diz votar em Haddad no segundo turno

A pesquisa foi encomendada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” e pela TV Globo. O Ibope ouviu 3010 eleitores e o levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o seguinte protocolo: BR-08650/2018.

No cenário geral do primeiro turno, Bolsonaro (PSL) tem 31%, seguido de Fernando Haddad (PT), com 21%, Ciro Gomes (PDT), 11%, Geraldo Alckmin (PSDB), 8%, Marina Silva (Rede), 4%, João Amoêdo (Novo), 3%, Alvaro Dias (Podemos), 2%, Henrique Meirelles (MDB), 2%, e Cabo Daciolo (Patriota), 1%. Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU) e Eymael (DC) apareceram com 0%. Brancos e nulos são 12%. Não sabem ou não responderam chegam a 5%. João Goulart Filho (PPL) não foi citado por nenhum entrevistado.

Já no segundo turno, entre Bolsonaro e Haddad há um empate numérico, com 42% para cada um, com 14% de brancos e nulos e 3% de indecisos.

Contra Ciro Gomes, o capitão reformado sai derrotado por 45% a 39%, com 13% de brancos e nulos e 3% de indecisos.

No duelo “Geraldo Alckmin x Bolsonaro”, o tucano fica à frente com 42% contra 39%, mas há empate quando considerada a margem de erro, que é de dois pontos. Neste cenário, brancos e nulos somam 17% e indecisos são 3%.

Contra Marina Silva, Bolsonaro vence por 43% a 38%, com com 17% de brancos e nulos e 2% de indecisos.

Campo obrigatório