Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Bebianno diz que amor à Pátria deve resgatar país do bolivarianismo

Ele se dirigiu a Bolsonaro como "capitão", em menção à patente do presidente dos tempos de Exército

Bebianno diz que amor à Pátria deve resgatar país do bolivarianismo
Notícias ao Minuto Brasil

11:11 - 02/01/19 por Folhapress

Política Posse

Em seu primeiro discurso como ministro-chefe da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno disse que o amor à Pátria deve resgatar o Brasil da 'mentalidade bolivariana'.

"Que o amor à nossa Pátria seja resgatado, amplificado da mentalidade bolivariana que insiste em ameaçar democracias na América do Sul", afirmou.

Presidente do PSL durante a campanha presidencial, Bebianno fez um discurso cheio de agradecimentos ao presidente Jair Bolsonaro e de acenos aos ministros militares, com quem teve divergências ao longo das eleições.

+ Com caneta Bic, Moro assina termo de posse na Justiça

O ministro também acenou a Paulo Guedes (Economia) e disse que espera que ele coloque um ponto final na pobreza no Brasil e que o "liberalismo econômico seja implementado em favor de todos nós".

Bebianno lembrou ainda a facada sofrida por Bolsonaro durante a campanha, afirmando que houve "suor, lágrimas e literalmente sangue, sangue derramado no covarde atentado em 6 de setembro".

+ Sistema de inteligência foi 'derretido' por Dilma, diz General Heleno

Ele se dirigiu a Bolsonaro como "capitão", em menção à patente do presidente dos tempos de Exército.

"O papel primordial da Secretaria-Geral é de apoiar diretamente o excelentíssimo presidente da República. Me comprometo a fazer de forma integral, fiel e leal", afirmou. Com informações da Folhapress. 

Campo obrigatório