Meteorologia

  • 26 JUNHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Queiroz está internado em SP; filhas e esposa não vão depor ao MP-RJ

O ex-assessor e ex-motorista de Flávio Bolsonaro passou por uma cirurgia para a remoção de um tumor maligno

Queiroz está internado em SP; filhas e esposa não vão depor ao MP-RJ
Notícias ao Minuto Brasil

12:54 - 08/01/19 por Notícias Ao Minuto

Política CASO COAF

A defesa de Fabrício Queiroz informou ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), nesta terça-feira (8), que o ex-assessor e ex-motorista de Flávio Bolsonaro está internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, onde se recupera de uma cirurgia realizada no último dia 1º de janeiro.

De acordo com o jornal “O Globo”, o documento diz que Queiroz foi diagnosticado com um tumor maligno no intestino e que ele passará por uma nova avaliação médica, que vai avaliar o tratamento quimioterápico ideal para o caso do paciente.

Neste mesmo documento encaminhado ao MP pela defesa de Queiroz, consta a informação que a esposa do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Márcia Aguiar, e as filhas do casal, Nathália Melo de Queiroz e Evelyn Melo de Queiroz, não vão depor ao órgão nesta terça, sob a alegação de que elas se mudaram para São Paulo a fim de acompanhar o tratamento dele.

Notícias ao MinutoFabrício Queiroz (reprodução)

Ainda segundo o jornal carioca, Márcia e Nathália também trabalharam no gabinete de Flávio Bolsonaro. Nathália também chegou a trabalhar no gabinete do então parlamentar Jair Bolsonaro. Já Evelyn ainda é lotada no gabinete de Flávio, que foi eleito senador no último pleito.

Como se sabe, Queiroz foi citado em um relatório apresentado pelo Conselho de Controle de Atividades (Coaf). Segundo o documento, anexado à investigação que resultou na Operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava Jato no Rio, o ex-assessor de Flávio Bolsonaro movimentou R$ 1,2 milhão em uma conta bancária no período de um ano, o que foi considerado atípico. Na época, ele recebia salário de R$ 23 mil mensais.

Notícias ao Minuto

Além disso, o relatório do Coaf diz que Queiroz repassou R$ 24 mil para primeira-dama Michelle Bolsonaro. Sobre este valor, o presidente Jair Bolsonaro disse que faz parte da quitação de um empréstimo feito por ele ao ex-assessor do filho.

Nas duas ocasiões em que deveria depor ao MPRJ, Fabrício Queiroz não compareceu, alegando problemas de saúde. A defesa do ex-assessor de Flávio Bolsonaro diz que ele estará à disposição para prestar depoimento “tão logo tenha autorização médica”.

Leia também: Bolsonaro usa o próprio nome em peça do governo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório