Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Funcionária que enviou WhatsApp na campanha de Bolsonaro ganha cargo

Taíse de Almeida Feijó, que trabalhava na agência de comunicação AM4 Inteligência Digital, integrará gabinete de Bebianno

Funcionária que enviou WhatsApp na campanha de Bolsonaro ganha cargo
Notícias ao Minuto Brasil

06:49 - 18/01/19 por Notícias Ao Minuto

Política Presidência

A funcionária da agência de comunicação que contratou disparos de mensagens de WhatApp para a campanha de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência, Taíse de Almeida Feijó, foi nomeada para cargo comissionado na Secretaria-Geral da Presidência. A nomeação foi feita no Diário Oficial da União (DOU) na segunda-feira (14).

Como apurado pela 'Folha de S. Paulo', Taíse integrará o gabinete do secretário-geral da Presidência, Gustavo Bebianno, e receberá um salário de cerca de R$ 10,3 mil.

+ Ministro vê pedido de Flávio Bolsonaro sobre Queiroz como 'confissão'

Taíse era funcionária da agência de comunicação AM4 Inteligência Digital, que foi contratada pelo PSL para a campanha eleitoral de Jair Bolsonaro.

Empresas de comunicação compraram disparos de mensagens em massa contra o PT no WhatsApp. A prática é considerada ilegal e está sendo investigada pela Polícia Federal (PF). Segundo o 'UOL' revelou à época, tanto a campanha do PT quanto a de Bolsonaro usou este tipo de serviço.

Além de Taíse, um dos sócios da empresa AM4, Marcos Aurélio Carvalho, foi nomeado em novembro do ano passado para a equipe de transição. Ele foi considerado o "marqueteiro" da campanha do militar.

Campo obrigatório