Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Bolsonaro nomeia secretária acusada de improbidade e danos ao erário

Ana Maria Pellini (à esquerda do ministro Ricardo Salles) será secretária-executiva do Ministério do Meio Ambiente

Bolsonaro nomeia secretária acusada de improbidade e danos ao erário
Notícias ao Minuto Brasil

15:47 - 18/01/19 por Notícias Ao Minuto

Política Ana Maria Pellini

Ana Maria Pellini foi nomeada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para ocupar o cargo de secretária-executiva do Ministério do Meio Ambiente, pasta que tem Ricardo Salles como chefe. A nomeação dela foi publicada na edição da última terça-feira (15) do Diário Oficial da União.

Mas como destacou o jornal “O Globo” nesta sexta (18), Pellini é acusada de improbidade administrativa e danos aos cofres públicas durante o período em que ela trabalhou no governo do Rio Grande do Sul, como secretaria-geral da governadora tucana Yeda Crusius. Ela também atuou na área do meio ambiente do governo estadual.

Segundo a reportagem, foi aberta contra ela, em abril de 2016, uma ação por improbidade administrativa após uma ação do MP-RS, que a acusou de firmar um contrato irregular, sem licitação, lesando o erário de R$ 1,6 milhão.

+ Temer cita a Apple três vezes em mensagem incompreensível no Twitter

Sobre este caso, a Justiça do Rio Grande do Sul acolheu o recebimento da ação, entendendo que existem “indícios razoáveis da prática de atos de improbidade administrativa”. Ana Maria Pellini e outras quatro pessoas envolvidas no contrato tornaram-se réus. O processo agora está em fase de audiências e instrução.

O Ministério Público pede que a Justiça condene Pellini e os demais envolvidos.

Ana Maria Pellini disse ao “O Globo” que “todos os procedimentos adotados na época pelos gestores estão dentro da legalidade”.

Leia também: Ministro diz que pedidos como o de Flávio Bolsonaro vão para o 'lixo'

Campo obrigatório