Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Brasil condena confrontos na fronteira e 'caráter criminoso de Maduro'

Ministério das Relações Exteriores divulgou nota na madrugada deste domingo (24)

Brasil condena confrontos na fronteira e 'caráter criminoso de Maduro'
Notícias ao Minuto Brasil

05:24 - 24/02/19 por Notícias Ao Minuto

Política Itamaraty

O Ministério das Relações Exteriores brasileiro condenou "veementemente" , em nota divulgada na madrugada deste domingo (24), os "atos de violência perpetrados pelo regime ilegítimo do ditador Nicolás Maduro", ontem (23), nas fronteiras da Venezuela com o Brasil e a Colômbia.

Ao longo deste sábado, a oposição tentou entrar com ajuda humanitária na Venezuela, mas houve conflitos que deixaram mortos e feridos. Cargas com comida, medicamentos e materiais de higiene ainda foram incendiadas.

Maduro encara a ação como uma interferência externa na política do país, orquestrada pelos Estados Unidos, que segundo ele têm interesse no petróleo produzido na região, e por isso mandou fechar as fronteiras com os países vizinhos.

"O uso da força contra o povo venezuelano, que anseia por receber a ajuda humanitária internacional, caracteriza, de forma definitiva, o caráter criminoso do regime Maduro. Trata-se de um brutal atentado aos direitos humanos, que nenhum princípio do direito internacional remotamente justifica e diante do qual nenhuma nação pode calar-se", afirma parte do texto do Itamaraty.

À frente da caravana que tentava entrar na Venezuela estava o autoproclamado presidente interino, Juan Guaidó, já reconhecido por dezenas de países, incluindo o Brasil e o próprio Estados Unidos.

"O Brasil apela à comunidade internacional, sobretudo aos países que ainda não reconheceram o presidente encarregado Juan Guaidó, a somarem-se ao esforço de libertação da Venezuela, reconhecendo o governo legítimo de Guaidó e exigindo que cesse a violência das forças do regime contra sua própria população", finaliza a nota.

Saiba mais sobre o assunto:

EUA anunciam que país vai 'agir' na Venezuela e citam apoio do Brasil

Guaidó pede a governos que considerem ‘todas as cartas’ contra Maduro

Venezuela: caminhões que levavam ajuda humanitária são incendiados

Confrontos na fronteira entre Brasil e Venezuela deixam quatro mortos

Maduro: Opositores que tentam entrar com ajuda são 'traidores'

Campo obrigatório