Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Planalto lamenta massacre; Bolsonaro fala em 'monstruosidade'

Presidência se colocou à disposição do Estado de São Paulo 'para auxiliar na apuração dos fatos'

Planalto lamenta massacre; Bolsonaro fala em 'monstruosidade'
Notícias ao Minuto Brasil

16:35 - 13/03/19 por Notícias Ao Minuto

Política Suzano

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República divulgou nota lamentando o massacre ocorrido em uma escola estadual em Suzano, na Grande São Paulo. O governo federal se colocou à disposição para auxiliar na apuração do crime.

“Mais uma vez, nosso país é abalado por uma grande tragédia. O Governo Federal manifesta seu profundo pesar com os fatos ocorridos na cidade de Suzano, em São Paulo, apresentando suas condolências e sinceros sentimentos às famílias das vítimas de tão desumana ação. Ao Estado de São Paulo, colocamos nosso total apoio para auxiliar na apuração dos fatos”, diz a nota.

+ Moro lamenta ataque em escola e diz que ministério está à disposição

Mais cedo, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, também lamentou o ocorrido e apontou os jogos violentos de videogame como influências negativas para os jovens.

Há pouco, o presidente Jair Bolsonaro se pronunciou pelo Twitter:

A Polícia Militar informou que dois jovens armados e encapuzados invadiram a Escola Estadual Raul Brasil e dispararam contra os alunos. De acordo com último balanço divulgado pela polícia, dez pessoas ficaram feridas e dez morreram, sendo cinco alunos, dois funcionários, os dois atiradores e o dono de uma locadora de carros que ficava perto da escola.

Segundo a Polícia Civil de São Paulo, os autores do crime são Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, ex-alunos. A motivação para o crime ainda está sob investigação. Guilherme estudou no colégio até o ano passado. Com informações da Agência Brasil.

+ Bolsonaro diz que dorme com arma do lado da cama no Palácio do Alvorada

Campo obrigatório