Meteorologia

  • 31 JULHO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Eduardo Bolsonaro diz que entende revolta de Carlos com Mourão

Em briga, Eduardo sugeriu que Mourão fizesse uma autorreflexão

Eduardo Bolsonaro diz que entende revolta de Carlos com Mourão
Notícias ao Minuto Brasil

18:00 - 27/04/19 por Estadao Conteudo

Política Briga

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, disse ontem à noite que "entende a revolta" de seu irmão Carlos, vereador do Rio de Janeiro pelo PSC, ao criticar o vice-presidente Hamilton Mourão. Eduardo sugeriu que Mourão fizesse uma autorreflexão.

"As declarações de Mourão vão na contramão do que o presidente prega. O papel do vice é substituir o presidente e cumprir as missões que o presidente dá", afirmou, em resposta durante entrevista na RedeTV. Ao Broadcast/Estadão, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, Eduardo já havia endossado esta semana as críticas que seu irmão Carlos tem lançado sobre Mourão.

O deputado federal, contudo, disse ontem que esse assunto é página virada e que o momento é de focar na reforma da Previdência. "As críticas são válidas, mas já deu", disse.

Olavo de Carvalho

Na entrevista, Eduardo minimizou a existência de um atrito no governo entre olavistas e militares. Para ele, quando o filósofo Olavo de Carvalho critica alguns militares do governo, são declarações direcionadas ao indivíduo que é criticado e não aos militares em geral. Se Olavo fosse contra os militares, argumentou, estaria sendo contra também o próprio presidente, que é capitão da reserva.

"O Olavo é muito crítico, é rigoroso, às vezes fala palavrão, mas é uma referência filosófica (para o governo). O que o Olavo falava há 20, 30 anos aconteceu. Ele tem uma sensibilidade muito grande, vale a pena escutar o que o Olavo fala", disse.

Eleições

O deputado federal negou que esteja se movimentando para ser candidato a prefeito de São Paulo em 2020 e disse também que ainda não sabe se o pai dele está interessado em ser candidato à reeleição em 2022. "Ele meio que desconversa", disse.

Campo obrigatório