Meteorologia

  • 07 JULHO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

AT & T deve comprar a Warner por US$ 80 bi

O Wall Street Journal afirma que o anúncio da compra deverá ser feito ainda na noite deste sábado

AT & T deve comprar a Warner por US$ 80 bi

A AT&T, gigante da telefonia americana, chegou a um acordo para comprar a Time Warner por mais de US$ 80 bilhões, segundo os jornais "The New York Times" e "The Wall Street Journal", citando fontes com conhecimento do assunto. O fechamento do negócio pode ser anunciado na noite deste sábado (22).

A transação, se confirmada, criará a maior empresa de telecomunicações dos Estados Unidos em valor de mercado com um conglomerado de mídia que é dono, entre outros, dos canais HBO e CNN e do estúdio de cinema Warner Brothers.

De acordo com o "Wall Street Journal", a Apple, que teria começado negociações meses atrás com a Time Warner (sem que elas, no entanto, evoluíssem), estaria agora monitorando as conversas com a AT&T.

As negociações começaram algumas semanas atrás, mas ganharam força desde quinta-feira (20) depois que a agência Bloomberg noticiou que as discussões estavam em curso.

As ações da Time Warner subiram cerca de 8% com as notícias na imprensa internacional sobre o possível acordo -as da AT&T caíram 2,8%. A dona dos estúdios de cinema tem valor de mercado de US$ 71 bilhões, mas analistas esperavam que a aquisição superasse a barreira de US$ 100 bilhões.

A AT&T, que em 2014 comprou a DirecTV (serviço de TV via satélite), estava correndo para fechar a compra da Time Warner por temer que uma oferta rival possa surgir.

Com um conteúdo que inclui desde a série "Game of Thrones" e os filmes do Batman até os direitos televisivos dos jogos da NBA (liga americana de basquete), a Time Warner poderia atrair interessados tanto do setor de tecnologia como também de mídia.

MAIOR NEGÓCIO DO SETOR DE MÍDIA

O negócio será o maior do setor de mídia desde 2011, quando a Comcast comprou a NBCUniversal, e pode detonar uma onda de consolidação desse segmento, em um momento em que as empresas enfrentam um grande desafio, com os consumidores abandonando os serviços de TV paga e rumando para as alternativas on-line ou por aparelhos móveis (tablet e smartphone).

Para a AT&T, a aquisição significa ter acesso a conteúdo exclusivo, o que a deixaria mais competitiva na disputa com outras empresas de telefonia dos EUA, como Verizon, T-Mobile US e Sprint, segundo Amy Yong, analista da Macquarie Securities.

Também ajudaria a empresa na disputa com grupos de vídeos on-line como Netflix e Hulu (a Time Warner recentemente comprou 10% do Hulu, criado pelas empresas americanas de TV para combater o YouTube).

PASSADO

A fusão da Time Warner com uma empresa de tecnologia não é nova. A própria fechou negócio em 2000 com a AOL (um dos símbolos da internet nos anos 1990) por US$ 164 bilhões -o acordo é considerado a pior aquisição de uma empresa da história. Com informações da Folhapress.

Campo obrigatório