Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2017
Tempo
28º
MIN 28º MÁX 28º

Edição

NASA anunciará missão sem precedentes para 'tocar o Sol'

Além disso, a missão espera descobrir por que existe uma vasta discrepância entre as temperaturas da superfície e as temperaturas atmosféricas do Sol

NASA anunciará missão sem
 precedentes para 'tocar o Sol'
Notícias ao Minuto Brasil

09:00 - 30/05/17 por Notícias Ao Minuto

Tech Espaço

A NASA irá anunciar oficialmente nesta quarta-feira a sua intenção de lançar uma sonda para uma missão sem precedentes: entrar na atmosfera do Sol. O lançamento da missão, batizada de ‘Solar Probe Plus’ (SPP), acontecerá entre os dias 31 de julho e 19 de agosto de 2018, segundo o órgão.

+ Extraterrestres carregam energia em tempestade no Texas; assista

A SPP viajará 5,9 milhões de quilômetros até a superfície do Sol, uma distância jamais percorrida por qualquer outra nave.

Anunciado em fevereiro deste ano, o objetivo da missão é compilar dados que ajudem os cientistas a “prever o tempo espacial”, permitindo a melhora das “comunicações por satélite, as questões da rede elétrica, a erosão de oleodutos, a exposição à radiação nos voos aéreos, e a segurança dos astronautas”, segundo a NASA.

Além disso, a missão espera descobrir por que existe uma vasta discrepância entre as temperaturas da superfície e as temperaturas atmosféricas do Sol. As temperaturas da superfície são de cerca de 10.000 graus Fahrenheit (5.000 graus Celsius) – relativamente fria em comparação com as impressionantes temperaturas de 3,5 milhões de Fahrenheit (2 milhões de Celsius) da corona (atmosfera).

Para sobreviver ao calor extremo emitido pelo Sol, a SPP será equipada com um escudo de carbono.

Uma maior compreensão do astro solar gasoso, que é 71% de hidrogênio e cerca de 27% de hélio, poderia contribuir para melhores previsões meteorológicas espaciais.

A SPP terá uma missão de sete anos a partir da sua chegada ao Sol, prevista para novembro de 2018. Para cumprir o cronograma, a missão viajará a uma velocidade de quase 725.000 km/h, a mais veloz já produzida por uma nave construída pelo homem. (Sputnik Brasil)

Campo obrigatório