Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2017
Tempo
25º
MIN 25º MÁX 25º

Edição

Após anos de busca, cientistas encontram planeta gêmeo de Júpiter

Estrela HD 208897 está localizada a cerca de 210 anos-luz da Terra

Após anos de busca, cientistas encontram planeta gêmeo de Júpiter
Notícias ao Minuto Brasil

21:00 - 11/08/17 por Notícias Ao Minuto

Tech espaço

Após uma década de buscas, uma equipe internacional de astrônomos descobriu um novo planeta orbitando uma estrela vermelha gigante. A massa do planeta é comparável com a de júpiter e orbita uma estrela rica em metal que é cinco vezes maior do que nosso Sol.

A estrela HD 208897 está localizada a cerca de 210 anos-luz da Terra e tem sido o foco de diversos estudos internacionais, realizados inclusive pelo Japão, Rússia e Turquia. A equipe de astrônomos, que publicou os resultados de suas pesquisas no arquivo arXiv da Universidade de Cornell, utilizaram tecnologia espectroscópica e fotométrica para buscar planetas na órbita ao redor da HD 208897.

"Neste estudo, reportamos o primeiro planeta descoberto ao redor da estrela gigante HD 208897 no âmbito de nosso programa de pesquisa", segundo o documento.

O planeta indicado tem uma massa de pelo menos 1,4 Júpiteres (ou cerca de 445 Terras). Fica a uma distância de sua estrela semelhante àquela a que a Terra fica do Sol e completa sua órbita em 353 dias. Ao contrário da Terra, o planeta parece percorrer uma órbita quase circular ao redor de sua estrela, enquanto a Terra tem uma órbita elíptica.

O estudo teve por objetivo provar que os planetas difíceis de detectar, como aqueles que orbitam estrelas gigantes, podem ser descobertos através de observações concentradas, mesmo a longa distância.

"Esta descoberta será importante para entender como se formam os planetas em torno de estrelas ricas em metal e de massa intermédia e também a influência da evolução estrelar em configuração de sistemas de planetas", escrevem os especialistas.

+ Pequeno asteroide passará perto da Terra em outubro

Este é o segundo planeta parecido com Júpiter a surpreender os cientistas recentemente. Na semana passada, o planeta WASP-121b bateu um recorde sendo o primeiro planeta do sistema solar que tem estratosfera confirmada. A ardente atmosfera do WASP-121b, que atinge mais de 4,500 graus Fahrenheit, faz com que pareça estar brilhando nas fotografias. Com informações do Sputnik.

Campo obrigatório