Meteorologia

  • 22 ABRIL 2018
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Facebook tentou calar jornalistas sobre o caso Cambridge Analytica

A empresa de Mark Zuckerberg ameaçou processar o The Guardian se fosse publicada a história relativa à empresa de análise de dados

Facebook tentou calar jornalistas sobre o caso Cambridge Analytica
Notícias ao Minuto Brasil

07:05 - 23/03/18 por Miguel Patinha Dias

Tech Escândalo

Depois de cinco dias de silêncio, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, reagiu à polêmica que envolve a sua rede social e a Cambridge Analytica. Em causa estão os dados relativos a 50 milhões de usuários que foram apropriados pela empresa, um desfecho que levou o empresário a pedir desculpa em entrevista à CNN e a delinear medidas na sua página de Facebook para impedir que tal episódio volte a acontecer.

É possível cogitar que foi um erro da parte de Zuckerberg e uma ingenuidade acreditar na palavra da Cambridge Analytica, que os dados haviam sido apagados.

Porém, o caso ganha outros contornos, não só pela razão de o Facebook ter conhecimento da situação durante mais de dois anos, como também por ter procurado ‘calar’ os jornalistas do The Guardian que denunciaram a situação com ajuda de Christopher Wylie, o responsável pelo software usado na referida apropriação de dados.

Abaixo é possível encontrar uma publicação feita pela jornalista Carole Cadwalladr, do The Guardian, quando a história veio à tona, no dia 17 de março.

“Ontem o Facebook ameaçou nos processar. Hoje publicamos isto. Conheçam quem denunciou o Facebook e a a Cambridge Analytica”, era possível ler na publicação.

A situação já mereceu reconhecimento do próprio responsável pelas parcerias do Facebook, Campbell Brown que, de acordo com o Mashable, reconheceu que ameaçar o The Guardian com um processo “não foi uma decisão sábia”.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório