Meteorologia

  • 14 AGOSTO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Estudo mostra que lua de Júpiter pode ser capaz de sustentar vida

Missão Europa Clipper, que deve ser lançada em junho de 2022, deve esclarecer dúvidas sobre a Lua Europa

Estudo mostra que lua de Júpiter pode ser capaz de sustentar vida
Notícias ao Minuto Brasil

21:46 - 14/05/18 por Notícias Ao Minuto

Tech europa

Por meio de nova análise de dados coletados pela missão Galileo à Lua, em 1997, a Nasa levanta a hipótese da lua gelada de Júpiter, chamada de Europa, ter elementos capazes de sustentar vida.

Os cientistas descobriram evidências de que o reservatório de água líquida subterrânea da Lua Europa estaria liberando vapor de água acima de sua camada de gelo.

+ Saiba recuperar mensagens do WhatsApp que foram 'apagadas para todos'

Na imagem publicada no Instagram nesta segunda-feira (14), a agência espacial americana mostra a ainda pouco conhecida e fascinante superfície da Europa. Na foto, é possível ver fendas e cristas longas e lineares cruzando a lua de Júpiter, interrompidas por regiões onde a superfície da crosta de gelo foi quebrada e re-congelada.

Scientists found independent evidence that Europa’s subsurface liquid water reservoir may be venting plumes of water vapor above its icy shell when our Galileo mission collected data on the moon in 1997. New analysis of old data brings new insights to the question of whether Jupiter’s icy moon Europa has the ingredients to support life. Scientists found independent evidence that Europa’s subsurface liquid water reservoir may be venting plumes of water vapor above its icy shell when our Galileo mission collected data on the moon in 1997. Taken by our Galileo spacecraft in the late 1990s, this image shows the puzzling, fascinating surface of Europa. Long, linear cracks and ridges crisscross the surface, interrupted by regions of disrupted terrain where the surface ice crust has been broken up and re-frozen into new patterns. Areas that appear blue or white contain relatively pure water ice, while reddish and brownish areas include non-ice components in higher concentrations. The polarregions, visible at the left and right of this view, are noticeably bluer than the more equatorial latitudes, which look more white. This color variation is thought to be due to differences in ice grain size in the two locations. During our Europa Clipper mission, which may launch as early as June 2022, we will learn more about whether Europa has those necessary ingredients that could support life. Credit: NASA/JPL-Caltech/SETI Institute #nasa #space #jupiter #solarsystem #pictureoftheday #moons #astronomical #astrophoto #icy #planetary

Uma publicação partilhada por NASA (@nasa) a 14 de Mai, 2018 às 2:52 PDT

As áreas que parecem azuis ou brancas na imagem são formadas por gelo relativamente puro, enquanto as partes mais avermelhadas e marrons incluem componentes não gelados em concentrações mais altas.

As regiões polares, visíveis nas laterais esquerda e direita da foto, são mais azuis do que latitudes mais equatoriais, que parecem mais brancas. Acredita-se que essa variação de cor seja devida a diferenças no tamanho dos blocos de gelo presentes nos dois locais.

Durante a missão Europa Clipper, que deve ser lançada em junho de 2022, a Nasa espera aprender mais sobre se a Lua Europa e descobrir se ela realmente possui ingredientes necessários para sustentar vida.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório
Open element in lightbox Open element in lightbox
Competição
Quer ganhar um
iPhone X no valor de R$ 7.799? Não, obrigado

Notícias ao Minuto
Inscreva-se agora e concorra ao
SMARTPHONE
Mais cobiçado do momento
Complete as 5 etapas para participar
Notícias ao Minuto